Drive Thru RPG

Personagens do novo jogo Mummy: the Curse

17/05/2012

Como a imortalidade se parece

Hoje de manhãzinha o Suleiman postou sobre o novo Mummy: the Curse, do sistema Storytelling, e logo corri traduzir pra vocês.

Mummy: O Personagem

Oi galera,

Primeiro, eu só quero dizer obrigado pelas respostas e pelo entusiasmo que vocês têm mostrado até agora. Graças a vocês, escrever sobre Mummy está começando a parecer que pode não ser a tarefa de Sísifo que de outra forma poderia ter sido, e isto é tão animador quanto apreciado.

Depois do tema, o elemento fundamental na narrativa (e, portanto, em Storytelling) é o personagem. Quem são esses nossos protagonistas? Claro, a resposta do homem sábio para a pergunta é: “Eles são múmias!”. Mas, neste caso, isso ainda não é completamente preciso. Sem cair em qualquer outro elemento de outros jogos de Storytelling, o mundo de Mummy já está cheio de seus protagonistas, antagonistas e jogadores secundários. É uma visão coesa e singular (ou iteração, se você preferir) do Mundo das Trevas, e a escolha de qual o papel que um jogador assume no cenário depende de qual cenário o Narrador estabelece no início da crônica. No cenário padrão de campanha, por exemplo, todos os jogadores de RPG não são só múmias, mas uma categoria particular de múmias conhecidas coloquialmente como “Surgidas”*.

Simplificando, os Surgidos são tão velhos quanto a terra. Eles viveram o tempo escasso de suas vidas mortais há muito tempo, mas como diz o clichê, “a morte era apenas o começo para eles”. No mundo de Mummy, os Surgidos são beneficiários e vítimas da magia mais poderosa já desencadeada por mãos mortais – um processo ao mesmo tempo sagrado e oculto, em que a alma de cada Surgido fica presa a seus restos mortais… para sempre. Sim, o Surgido pode morrer, tudo bem, mas não por muito tempo. É seu fardo e seu propósito o retornar, para surgir como uma fênix sombria de suas próprias cinzas para andar no mundo dos vivos mais uma vez. No entanto, a imortalidade tem um preço, e para se levantar é preciso encontrar um equilíbrio ao atravessar a corda bamba ao longo do tempo, com apenas o nada sob si em caso de queda. Não é fácil para eles. Sua mera presença é uma violação para alguns, uma oportunidade para outros, e ao longo do caminho muitas almas com quem eles interagem ameaçam empurrá-los para fora da corda, intencionalmente ou não. Eles são imortais, mas sabem muito pouco da vida. Eles são eternos, mas devem ser assim em mundo que mudou, e vai continuar seguindo em frente.

Até a próxima vez…

Senebti!


Continua valendo heim galera, dúvidas, sugestões, opiniões, comenta ai que a gente leva pra ele, e depois traz a resposta em português aqui no Livro dos Espelhos pra vocês, okay?

Beijos!

* Arisen

Fonte: Mummy: The Character
Autor: CA Suleiman
Tradutor: Eva

Sobre Eva

Tradutora, revisora, escritora e sonhadora. Anarcafeminista em constante estado de amor e horror com o mundo. Editora no Livro dos Espelhos.

Ver mais artigos de