Apadrinhe o Livro dos Espelhos!

Clã Gangrel – Vampiro 20 Anos

20/04/2012

“Este não é um lugar para você e é tarde demais para voltar atrás. Corra, homenzinho.”

O brilho de olhos vermelhos na escuridão, o odor almiscarado de um predador, um lampejo de dentes, o som da carne rasgando: isso marca a presença de um Gangrel. Mais do que qualquer outro Clã, os Gangrel se assemelham aos animais associados às lendas de vampiros: morcegos, lobos e outras criaturas das trevas. De fato, os Forasteiros podem desenvolver a habilidade de se transformar nestas e em outras formas mais primitivas.

Os Gangrel também têm outras características em comum com os animais. Muitos evitam as construções sociais elaboradas de vampiros e mortais. Um certo número deles prefere se mover sozinho como membro de pequenas alcatéias ou círculos sociais. A maioria é difícil e, quando pressionada, feroz. E quando o Gangrel sucumbe às depredações da Besta, eles recebem como lembrança alguma característica do reino animal.

Compre a edição de 20 anos de Vampiro: A Máscara

Como um Clã, os Gangrel são cautelosos e distantes. A maioria prefere passar suas noites perseguindo presas ou selvagemente saltando pelos telhados do que cuidando dos éditos Principescos ou fazendo lobby para reconhecimento de domínio. Eles têm uma relação tensa com a sociedade dos vampiros, e os Forasteiros estão entre os grupos que com maior frequencia se tornam Anarquistas ou Autarcas. Em algumas localidades, os Gangrel coletivamente abandonaram a participação em qualquer Seita – na medida em que os Gangrel realmente fazem qualquer coisa coletivamente.

A Jyhad parece ser menos pronunciada entre os Gangrel do que entre os outros Clãs, e os Forasteiros têm pouca consideração pelo eterno conflito. As diferenças entre os Gangrel se notam com maior frequencia nas linhas de domínio e de direitos de alimentação do que na desconfiança geracional, e as coisas que concernem aos jovens Forasteiros são questões que preocupam desde Gangrel ancillae até os anciões. Ainda assim, seria exagerar querer considerar as relações entre diferentes gerações entre os Gangrel como amigáveis, exceto nos casos isolados de senhor-criança. A Besta é sempre desconfiada daqueles que ameaçam o seu sustento.

Apelido: Forasteiros

Seita: Os Gangrel pertencem, pelo menos nominalmente, à Camarilla, mas o Clã sempre teve uma facção sincera que rejeita a participação em qualquer Seita. Eles afirmam que os jogos políticos e as estruturas sociais não fazem nada pelos primitivos Gangrel.

Compre o Clanbook Gangrel First Edition

Aparência: A apresentação pessoal muitas vezes não está no topo das prioridades de muitos Gangrel, e a aparência de um Gangrel é, muitas vezes, mais uma questão de circunstância do que de decisão ativa. A fraqueza do Clã pode contribuir em muito com a sua aparência, assim como uma longa não-vida nos locais de onde fazem seus refúgios, que são frequentemente precários em conveniências modernas.

Refúgio: Gangrel muitas vezes se escondem onde podem, refugiando-se quando o sol ameaça nascer. Aqueles que têm refúgios permanentes estão muitas vezes inclinados na direção do utilitário: Qualquer coisa, de uma caverna a um beco coberto a terras ocupadas ilegalmente podem servir como um refúgio Gangrel, geralmente com muito pouco demarcando-os como qualquer tipo de território pessoal (até que seja tarde demais para o infeliz intruso).

Antecedentes: Os senhores Gangrel procuram crias como procuram suas presas: após longas caçadas durante a qual a cria em potencial nem sabe que está sendo seguida. Criar um jovem significa dividir recursos limitados, de modo que cada relação senhor-cria é única e significativa. Forasteiros Abraçam porque eles escolhem um indivíduo, não por capricho ou imprudência. Aqueles que recebem atenção são resistentes, seja física ou emocionalmente.

Criação de Personagem: Suficiência é a marca dos Gangrel, e muitos tem arquétipos de personalidade Forasteiro ou Solitário. Atributos Físicos são, de longe, os mais frequentes, assim como Talentos com um punhado de Perícias e Conhecimentos. Muitos Gangrel focam em Disciplinas no lugar de Antecedentes, preferindo confiar em si mesmos mais do que nos outros. Gangrel quase nunca têm pontos significantes em Recursos, Influência ou Lacaios.

Disciplinas do Clã: Animalismo, Fortitude, Metamorfose

Compre o Clanbook Gangrel Revised

Fraqueza: Toda vez que um Gangrel entra em frenesi, ele adquire uma característica animal temporária (que pode substituir uma temporária já existente). Uma área com pêlo, um torpor breve após a alimentação, ou nervosismo no meio de multidões – todas essas podem afetar um Forasteiro após o frenesi. As características adquiridas no frenesi do Gangrel não precisam ser apenas físicas – podem ser comportamentais também. Os jogadores devem trabalhar com o Narrador para determinar qual novo traço animal foi adquirido (se o frenesi envolveu o impulso de lutar-ou-fugir pode ser relevante). Com o tempo, ou em uma situação excepcional, uma característica animal em particular pode se tornar permanente, com cada próximo frenesi adicionando um novo traço. Uma boa orientação é exigir que cada traço adquirido no frenesi tenha algum eixo fundamental baseado no sistema (como a redução temporária de pontos nos Atributos Sociais ou uma perda permanente de Humanidade), embora alguns Narradores possam permitir apenas traços narrativos que possam moldar a história.

Organização: Os grupos regionais de Gangrel ocasionalmente se reúnem em convocações moldadas por influências étnicas e culturais. São informais, voltados mais para o compartilhamento de informações e farra que agilizar qualquer agenda convincente. Além desses raros encontros, quase toda a organização Gangrel é muito local, isso quando existe, formada por pares de senhor-e-cria em alcatéias terríveis centradas em torno de um Forasteiro estabelecido.

Fonte: Vampire: The Masquerade – 20th Anniversary Edition – páginas 54 e 55
Imagem: Vampire: The Masquerade – 20th Anniversary Edition – página 54
Tradução: Eva

Sobre Eva

Tradutora, revisora, escritora e sonhadora. Anarcafeminista em constante estado de amor e horror com o mundo. Editora no Livro dos Espelhos.

Ver mais artigos de