Drive Thru RPG

>Um Paradigma Xintoísta para a Irmandade de Akasha

27/12/2011

>

Olá,

Escrevi uma opção xintoísta de Paradigma para a Irmandade de Akasha. Não desenvolvi muito a ideia e as informações que usei foram totalmente tiradas deste link do Wikipedia. Este é só um exemplo de como você não precisa mergulhar muito fundo num conhecimento específico para desenvolver uma filosofia própria, que funcione para um mago e que o mantenha dentro de uma Tradição.

Foi escrito porque o Haoh, que nos segue no Twitter, estava com dificuldades na mesa dele de Mago Revised, mas serve bem pra qualquer edição do jogo. Espero que isto ajude a gerar novas ideias. Caso você tenha uma ideia diferente, ou mesmo um Paradigma próprio, para qualquer Tradição, pode nos contatar por Twitter, Facebook ou e-mail, certo?

O Paradigma

Shinto – O Caminho dos Deuses: Todos possuem os seus próprios Caminhos, e homens e mulheres iluminados procuram o Caminho dos Deuses. A mente em estado de ignorância não percebe a existência dos kamis, enquanto aqueles que encontram seus Caminhos rumo a um grande destino se colocam em sua estrada. Ao aprender a lidar com os kamis, reverenciá-los, compreendê-los, a mente Desperta pode vir a dominá-los, descobrindo, em seu próprio Caminho, a estrada que leva a se tornar um kami. Ama-Terasu-Oho-Mi-Kami descobriu este destino e, ao tomar suas escolhas em suas mãos, salvou o mundo da grande escuridão. Os budas nada mais são do que kamis encarnados, ou Despertos iluminados que descobriram a sua própria trilha.

Mágika

O Caminho do Do – domando os impulsos terrenos: o Do não é a mágika, embora ignorantes os confundam. O praticante do Do é um artista marcial que reverencia seus antepassados, eles também kamis, protegendo seus descendentes. Através da prática do Do, o Desperto domina seus impulsos animalescos, unificando na mesma estrada a mente, o corpo e o espírito, moldando-os em uma forma perfeita que um dia aprenderá a quebrar, libertando-se assim tanto do caos quanto do excesso de ordem, encontrando finalmente a sua própria senda interior. O praticante do Do está em harmonia para seguir com seu destino, e como tal, é capaz de grandes realizações de proezas físicas. Nada é impossível para aquele que persevera e mantém o foco.

O Caminho dos Kamis – Mágika: Há dez mil seres neste mundo, e oitocentos kamis, e céu e terra estão plenos de seres conscientes. Há consciência na tempestade, no incêndio e no belo dia de calmaria. Cabe à Mente Iluminada compreender os dez mil seres e os oitocentos kamis. Nem todos são dignos de terem seus caminhos seguidos, e nem todos praticam a mágika daqueles destinados a se tornarem grandes kamis. Cabe à mente sábia saber respeitar e não se indispor com os céus, compreendendo que nem todos os dez mil seres praticam a mágika. Alguns praticam uma forma primitiva de magia, que por mais primitiva que seja, pode ser maravilhosa e mesmo perigosa. Ainda assim, não é o caminho daqueles destinados a se tornarem kamis. E assim como nem todos os caminhos são bons, e nem todos são nem bons, nem maus, cabe àquele que conhece o que dormita nas profundezas de Akasha compreendê-los, respeitá-los, mas seguir seu próprio Caminho, honrando seus ancestrais e sua Irmandade, onde os verdadeiros Caminhos da Iluminação são compreendidos. Nem todos os Irmãos vêem o Caminho da mesma forma, mas cada kami tem seu próprio Caminho nos céus ou na terra.

Sobre Eva

Escritora, tradutora e revisora, bruxa feminista, maga da Dragão Brasil, Oráculo do Livro dos Espelhos e editora da Aster Editora.

Ver mais artigos de