Drive Thru RPG

Sobre Changeling: O Sonhar

30/03/2012

Changeling: O SonharChangeling: O Sonhar, um jogo narrativo de fantasia moderna, é o ultimo jogo de RPG da linha básica do Clássico Mundo das Trevas depois de Vampiro, Lobisomem e Mago. Os personagens principais do jogo são as fadas, porém não aquelas minúsculas fadas que conhecemos, e sim diversos tipos de fadas dos mais variados tamanhos e tipos que tiveram de fundir sua essência com almas humanas para sobreviver à era da descrença que passou a governar nosso mundo, e, quem sabe assim, conseguir resgatar um pouco da magia que se encontrava em nosso mundo em outros tempos.

Seu tema lida com a sobrevivência dos sonhos em um mundo opressivo, a esperança de conseguir ainda fazer com que o mundo volte a ter cores. É um jogo que trata tanto do conflito interno do personagem como com a ruína do mundo como um todo e a forma como ele lida com seus sonhos.

Os Changelings

Os seres feéricos estão presos no mundo. Arcádia, sua terra natal, fechou suas portas devido à crescente Banalidade que se desenvolveu por aqui, e as fadas sonham com o dia que esse mundo será tomado pelo sonhar novamente e assim os portões para sua terra natal serão reabertos e elas poderão mais uma vez estar no local a que realmente pertencem. Porém, enquanto isso, só resta às fadas se contentar com “o Sonhar”.

“O Sonhar” é um local onde os changelings (como agora as fadas são conhecidas) podem alcançar, é um reflexo do Mundo das Trevas em que vivem, porém, encantado com os mais diversos sonhos e criaturas oníricas também chamados de “quimeras”. Tudo pode acontecer no Sonhar, dependendo apenas da força dos sonhos das pessoas. Nesse local podemos caminhar calmamente por bosques verdejantes e calmos onde a paz impera, como também poderíamos ir parar em um campo aonde dragões travam suas batalhas lançando suas chamas uns contra os outros… tolo é o changeling que pensa que o Sonhar não pode ser perigoso!

Conceito

O jogo explora o conflito interno das criaturas que conhecem um mundo bem mais estimulante que o nosso, porém estão aprisionados em cascas que os impedem de viver integralmente onde gostariam de viver. Apesar de serem fadas, precisam lidar com o seu lado humano e se equilibrar entre suas duas naturezas para não sucumbir à Banalidade ou ao desvario causado pela escolha extremada de um dos lados. Também como tema temos a responsabilidade dos changelings para com o Glamour, que é a essência dos sonhos capaz de retirar um pouco do véu da Banalidade presente nesse mundo e que pode ser gerado pelos humanos. Mais do que uma simples energia, o Glamour, pode assumir forma física e se impregnar nas mais diversas situações, até mesmo na nobre atitude de encantar um ser humano para que o changeling possa compartilhar com ele a belíssima visão do Sonhar e de sua aparência verdadeira.

Os Changelings no Mundo das Trevas

Compre o Changeling: The Dreaming First Edition

Ser um ser encantado em meio a um mundo cinza não é algo realmente agradável. O Mundo das Trevas oprime a natureza feérica dos changelings, fazendo com que sejam tomados pela Banalidade, que é a negação da existência da mágica, do poder dos sonhos e na crença de que eles podem se tornar realidade. A Banalidade é gerada por pessoas que se apresentam céticas diante do Sonhar ou pelo próprio mundo que obriga o changeling a negar sua natureza para interagir com ele. Sobreviver é uma tarefa árdua para o povo feérico, e aqueles que desejam continuar vivos devem incitar a capacidade de sonhar nos humanos para que eles gerem Glamour, a energia da imaginação, o néctar e a ambrosia dos sonhos. Lutando para sobreviver e sonhando alcançar Arcádia (a mitológica terra das fadas, para onde algumas escaparam ao invés de assumir corpos humanos), as fadas habitam esse perigosíssimo Mundo das Trevas cinzento, de luz sombria e bruxuleante, que eles insistentemente tentam reavivar e colorir.

Organização dos Changelings

Os changelings possuem raças que representam suas heranças feéricas denominadas “kiths”, bem como uma divisão social relacionada às suas tendências comportamentais que recebem o nome de “Cortes”.

Kiths

Após passar pela crisálida (momento em que o changeling descobre sua natureza feérica), automaticamente o changeling se vê tomado por uma série de características inerentes à sua “raça feérica” que são chamadas de Kiths. Tais raças definem desde um padrão de aparência até qualidades naturais e defeitos que carregam, podendo até mesmo definir certa tendência de comportamento.

Os Kiths geralmente representam as formas étnicas e sociais inerentes à região a que pertencem (ou de onde mitologicamente se originaram) e se orgulham disso. Existem diversos Kiths pelo mundo, devido ao fato de que cada povo vê o Sonhar de uma maneira.

Cortes

Seelie

Compre o Changeling: The Dreaming Second Edition

Conhecidos como guardiões das tradições feéricas, os Seelie são defensores da paz e do amor, protetores dos mais frágeis. São tradicionalistas e não gostam muito de inovar. Sonham com a união do mundo dos mortais com o Sonhar e o retorno para a época anterior à separação dos dois reinos.

Defendem a preservação e a inspiração do Glamour como seu dever sagrado. São honrados acima de tudo, e, dessa maneira, seguem travando sua batalha ideológica.

Leia mais

Unseelie

Enquanto os Seelie defendem o tradicionalismo, os Unseelie caem na risada por esse mesmo motivo. Changelings da Corte Unseelie são agentes da mudança constante e impulsiva, acreditando que o Sonhar os abandonou e, então, não devem lealdade especial a esse reino ou a Arcádia.

Sorvendo o Glamour como conseguem e o usando para fins pessoais, essas fadas não se preocupam com o futuro, só com a satisfação imediata das próprias vontades. Pensando que ao invés de serem servos do Sonhar deveriam dominar esse lugar, os Unseelie parecem ser movidos por um grande sentimento de revolta, talvez gerada pelo abandono experimentado no mundo mortal.

Leia mais

Aqueles que Antecedem o Inverno

Um ponto importante em Changeling é povo outonal, pessoas ou até mesmo outras fadas e seres sobrenaturais profundamente afetados pela Banalidade, tornando-se então um extremo perigo para as fadas ao seu redor. Esse povo exala a descrença e carrega características marcantes com as quais todas as fadas evitariam lidar. Infelizmente o número de pessoas do Povo Outonal vem crescendo cada vez mais… os changelings terão que arranjar um jeito de escapar deles. Antes que o Inverno chegue.

Fonte: Changeling: O Sonhar 2a Edição e Wikipedia
Autor: Vivas
Revisão: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de