Drive Thru RPG

Prévia dos Uktena – Lobisomem: O Apocalipse 20 Anos

05/05/2012

W20
Ontem o Ethan Skemp postou mais uma prévia do Lobisomem: O Apocalipse 20 Anos no blog oficial. É a vez dos Uktena.

E ai, o que vocês acham?

Uktena

“Não nos deram olhos, ouvidos e mente para que ficássemos cegos, surdos e ignorantes. Você não gosta do que vê – mas é exatamente por isso que devemos olhar.”

Nos dias que antecederam a chegada dos europeus à América, os Uktena agiam como os sábios Irmãos-Mais-Velhos das três Tribos dos Puros. Enquanto os Wendigo se focavam na guerra e na caça e os Croatan eram mais sociáveis, os Uktena reuniam tradições místicas para si. Eles se estabeleceram nas Américas, favorecendo terras mais ao sul, onde os rios que estimam eram abundantes.

Quando a chegada dos europeus mudou tudo e seus Parentes foram reduzidos em número, os Uktena escolheram se adaptar. Eles começaram a interagir com os humanos de muitas outras culturas, favorecendo aqueles que mantinham antigas tradições animistas ou aqueles que sofreram opressão tanto quanto os Puros. Muitos Uktena carregam o sangue dos ex-escravos ou de pessoas expulsas de suas terras, ou de imigrantes que foram atirados em guetos imundos.

Mas, embora os Uktena tenham aprendido a ter uma nova esperança com a sua adoção de culturas de fora (com excessão, é claro, dos próprios europeus), um rio escuro de amargura ainda corre através de seus corações. Eles não esqueceram nenhum dos insultos e das injúrias que sofreram. E eles não confiam o tanto que deixam transparecer. Eles ainda usam o termo “Visitante-da-Wyrm” para descrever os europeus, mesmo que não na cara de seus primos. Quando há a necessidade de cooperar, eles o farão – mas se há uma oportunidade para discretamente realizar uma vingança particularmente dolorosa, podem achar difícil de resistir.

Compre o Tribebook Uktena First Edition

Apesar das velhas feridas entre os Uktena e a maioria das outras Tribos, eles são membros valiosos da Nação Garou. Eles passaram milênios em comunhão com os espíritos para aprender os segredos obscuros, trocando-os tranquilamente com membros isolados de outras comunidades sobrenaturais (como os Corax, Nwisha e Qualmi), e a elaborando ritos desconhecidos até dos Wendigo. Os Uktena têm dominado mais mistérios ocultos do que qualquer outra Tribo, o que lhes dá uma vantagem notável onde o lado místico da guerra está em questão. No entanto, nem todos os segredos que aprenderam são seguros.

Os Uktena não se coíbem de lidar com coisas mais sombrias e distorcidas do que espíritos de Gaia. Eles têm uma longa história de lidar com verdadeiros horrores. Em suas explorações, antigos Uktena descobriram uma série de Malditos poderosos adormecidos abaixo da superfície da Terra. Promulgaram ritos poderosos para manters esses monstruosos espíritos da Wyrm presos, e por gerações os Uktena têm mantido a tradição dos “guardiões da Wyrm” para guardar estes lugares blasfemos. Através dos tempos, a Tribo aprendeu mais sobre o mal da Wyrm que qualquer outro Garou de Gaia talvez devesse saber.

No entanto, este conhecimento é muito útil. Os Uktena são mestres em descobrir máculas da Wyrm, não importa o quão sutilmente seja escondido. Eles conhecem os pontos fracos de Malditos que muitos poucos estudiosos poderiam apenas citar. Theurges da Tribo são praticamente inigualáveis, e até mesmo seus Sem Lua e Lua Cheias têm um jeito esperto para entender os cantos mais escondidos da Umbra. A curiosidade é louvada como uma virtude entre a Tribo – o filhote com maior potencial é o que está mais faminto de para aprender. Membros Lupinos são encorajados a perguntar tantas questões quanto quiserem, e como resultado, aprender a um ritmo acelerado. Seus Impuros são normalmente mantidos em um padrão rigoroso, mas às vezes ultrapassam até mesmo seus irmãos Hominídeos e Lupinos no domínio do ocultismo. Eles nunca conheceram um mundo sem misticismo.

Estes são tempos sombrios, e o conhecimento dos Uktena sobre o mal oferece uma abertura constante à tentação. Os Garou de cada Tribo podem sucumbir à Wyem, e quando um Uktena dá para os sussurros sob a terra, ele se torna o mais astuto e perigoso de todos os caídos. Outros Garou que suspeitam da extensão do conhecimento dos Uktena não podem ajudar, mas temer pensar que eles podem se enfraquecer enquanto grupo. Mas, enquanto os Uktena têm a força e o propósito, eles continuam a atacar a Wyrm utilizando métodos e abordagens que poucos outros poderiam dominar. Eles sabem muito bem, afinal. Eles conhecem seu encanto e força – mas também seus truques, seus tabus e suas fraquezas.

Compre o Tribebook Uktena Revised

Aparência: A Raça Pura Uktena muitas vezes se manifesta na pelagem preta e avermelhada, e muitos têm uma semelhança distinta com os lobos vermelhos. A Tribo é uma mistura particular de nativos americanos e várias etnias expoliadas, e muitos membros têm uma propensão para bugigangas de ocultismo de uma ampla gama de tradições.

Parentes e Território: Os Uktena procriaram com os povos nativos das Américas, e mantiveram muitos outros grupos étnicos oprimidos sob suas asas. Eles preferem territórios isolados, que muitas vezes tem uma má reputação na sociedade local e no folclore. Muitos destes lugares ganharam este tipo de reputação, com horrores ancestrais dormindo sob a terra e controlados apenas pela vigilância dos Uktena.

Totem Tribal: A Uktena é um espírito nativo americano da água que se assemelha a uma serpente com chifres, com algumas características como as de um puma. Têm muitos espíritos serpente e da água em sua ninhada, incluindo serpentes emplumadas, serpentes marinhas e dragões serpentinos da Ásia.

Criação de Personagem: Os Uktena valorizam Atributos Mentais altos, para melhor perceber e dominar as suas muitas vantagens espirituais. Ocultismo é bastante comum entre a Tribo e os Uktena tendem a aprender muitos rituais e pegar fetiches quando podem.

Força de Vontade Inicial: 3

Dons Iniciais: Sentir Mágia, Sentir a Wyrm, Shroud, Spirit of the Lizard, Falar com Espíritos


Fala inglês? Então bora lá participar da discussão no blog oficial do W20.

Fonte: Werewolf the Apocalypse 20th blog
Tradução: Eva

Sobre Eva

Escritora, tradutora e revisora, bruxa feminista, maga da Dragão Brasil, Oráculo do Livro dos Espelhos e editora da Aster Editora.

Ver mais artigos de