Drive Thru RPG

Possuídos: Os Fomori – Legião de Aberrações

17/05/2012

Black Dog Game Factory

Aviso: Este post é recomendado para maiores de 18 anos e pessoas maduras. Se você é sensível a temas Black Dog não continue lendo o texto. Se você leva mesmo a sério alguma coisa escrita neste artigo, favor procurar um psiquiatra.

Parte Um: Legião de Aberrações

Um fomor é criado a partir da ligação permanente entre um Maldito e um hospedeiro, usualmente humano, porém algumas vezes animais ou mesmo criaturas sobrenaturais. Essa ligação não é simplesmente como uma Possessão normal (através do Encanto Possuir), mas algo mais complicado e duradouro. O tipo mais comum de Maldito que acaba se fundindo a um hospedeiro como fomor são os Malditos ligados às emoções como raiva, luxúria, cobiça, etc. Embora qualquer Maldito seja capaz de se tornar um fomor, existe uma diferença entre mera Possessão e a ligação permanente que cria o fomor, e são os Malditos mais “emocionais” que tem maior sucesso em se ligar a um hospedeiro humano dessa maneira. Uma vez que o Maldito esteja cravado em um hospedeiro, ele só sairá dele caso esteja em perigo. No entanto, eles não ligam se o hospedeiro estiver em risco. Um Maldito pode sobreviver à morte de seu hospedeiro, tanto em Possessão como ligado a ele como fomor. Em ambos os casos, ele será jogado na Umbra, onde se recuperará com o tempo. Embora alguns Malditos possam planejar vingança contra quem fez isso, a maioria simplesmente não consegue pensar tão adiante. Muitas vezes ele voltará ao mundo físico procurando outro hospedeiro, sequer se lembrando do que houve. Malditos mais poderosos, no entanto, poderão simplesmente atacar imediatamente, ou então tentar possuir o assassino de seu hospedeiro, se for possível.

Compre o Freak Legion: A Players Guide to the Formori

O que permite um Maldito entrar em uma pessoa, é assustador. Qualquer momento de fraqueza em que uma pessoa sucumba, mesmo que momentaneamente, permite que um Maldito associado crave suas garras nela. Olhar uma bunda na rua nunca foi tão perigoso. Alguém te fechou no trânsito e te irritou? Você acaba de receber totalmente grátis um Maldito da raiva. Malditos não precisam de um convite formal para tentar corrompê-lo. Tem um problema com isso? Problema seu, a Wyrm não se importa nem um pouco. Malditos não se importam se você é jovem ou idoso, forte ou fraco, homem ou mulher. Ele simplesmente moldará o hospedeiro conforme necessário. A posição do hospedeiro importa muito mais. Pessoas com grandes responsabilidades como pais, professores, trabalhadores em instituições para idosos… Se a possessão de uma pessoa pode causar grandes problemas para várias pessoas, o Maldito ficará feliz em fazê-lo. Claro, Malditos são em sua maior parte criaturas simples. Eles buscam autopreservação, corrupção e destruição generalizadas. Então eles sempre tentarão os alvos mais fáceis, aqueles humanos que tem certa afinidade com o tipo de emoção ligada ao Maldito. De um homem que espanca sua mulher e filhos ou um ganancioso empresário ao criminoso mais violento, estupradores e assassinos, estes são o pão com manteiga dos Malditos. Eles simplesmente tornam as coisas fáceis demais para deixar passar.

Chatterer

Chatterer, da franquia de filmes Hellraiser.

Uma vez escolhido o hospedeiro, o Maldito o seguirá, sua presença afetando o estado de espírito de seu alvo, até o momento da possessão. O hospedeiro alimenta o Maldito, o Maldito em retorno transpira emoção, emoção inspira o hospedeiro. Esse é o círculo vicioso que mantém um fomor. Um Maldito do ódio fará com que seu hospedeiro se torne cada vez mais irritadiço, e um da luxúria o deixará em estado de perpétua excitação. Então ele possuirá seu alvo, podendo ou não tomar o controle deste. Muitas vezes o Maldito apenas jogará discretamente o hospedeiro em direções que levem o leve a cometer sozinho atos que alimentarão o Maldito, que crava as garras cada vez mais fundo na alma de sua vítima. Outras vezes ele tomará controle em momentos cruciais, levando o hospedeiro a atos insidiosos e fazendo-o acreditar ser isso sua culpa. Ainda que o hospedeiro assuma que está fora de controle, não saberá que algo mais está no controle. Após certo tempo com o Maldito cavalgando seu hospedeiro, ele pode dar início à fusão que acaba criando mais um fomor no mundo. Não funciona como uma simbiose, é mais como um estupro espiritual, conforme humano e Maldito se fundem em uma nova criatura. Muitas vezes literalmente, afinal o Maldito pode causar alterações físicas únicas em seu hospedeiro após a fusão. O hospedeiro ainda tem seus próprios pensamentos, memórias e percepções do que ocorre. O horror é que isso é filtrado pelo Maldito. Então um homem que vê sua amada esposa, não a vê apenas como um homem a veria, ele a vê ao mesmo tempo como um Maldito a vê, o que agora é parte integral dele. Não raro os fomori perdem a sanidade devido a isso.

Compre o Possessed

Após a fusão, o hospedeiro não precisa mais se preocupar com seu corpo agindo fora de seu controle e as coisas que ocorriam antes. Porém, ele precisa agora lidar com coisas piores, como mutação física. Se o Maldito decidir que o fomor precisa de olhos extras, o hospedeiro terá de lidar com o processo todo, como a coceira e a dor, o surgimento de pústulas em sua cabeça, até que o olho se abra e ele comece a receber informação visual de um ângulo que não deveria. Ou então a distorção de seus órgãos genitais, e descobrir que eles agora tem dentes quando vai ao banheiro. O Maldito tem acesso total aos seus pensamentos, memórias, sonhos e medos. E o hospedeiro sente as emoções ligadas ao tipo de Maldito que o possuiu. Os efeitos psicológicos dessas mudanças são devastadores e costumam tornar os fomori (ainda mais) insanos.

A maior divisão entre os fomori está em sua raça, que deriva do tipo de Maldito que fez a possessão, costumando apresentar os mesmos tipos de alterações. Porém, a maior parte dos fomori é única, com um Maldito possuindo um humano e o modificando conforme acha melhor, não raro com alguma ajuda do subconsciente do hospedeiro. Mas os Garou podem lhe dizer outro tipo de divisão entre os fomori: aqueles que você percebe serem monstros em tempo hábil, e aqueles que você só percebe quando está cravando as garras em você. A maior parte dos fomori são monstruosos, mas existem alguns tipos mais sutis, que embora tenham a mácula da Wyrm, parecem humanos. Até o momento em que avançam, demonstrando seus poderes.

Próximo Artigo: Parte Dois: Nós somos Legião

Fontes: Freak Legion: Player’s Guide to the Fomori e Possessed (18-40).
Autor: Barabbus
Revisor: Eva

 

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de