Drive Thru RPG

Possuídos: Os Fomori – Nós Somos Legião

08/06/2012

Black Dog Game Factory

Aviso: Este post é recomendado para maiores de 18 anos e pessoas maduras. Se você é sensível a temas Black Dog não continue lendo o texto. Se você leva mesmo a sério alguma coisa escrita neste artigo, favor procurar um psiquiatra.

Possuídos: Os Fomori

Parte Dois: Nós Somos Legião

Alguns tipos de Malditos ou algumas das formas utilizadas pela Pentex para criar fomori usualmente resultam em criaturas que, se não semelhantes fisicamente, apresentam os mesmos tipos de poderes e Máculas. Assim se dão as raças fomori. Uma Mácula comum a todas elas é a de Preconceito de Raça contra as outras raças fomori.

Boa parte dos fomori possui o poder de Imunidade ao Delírio, que embora não seja obrigatório, é comum acontecer devido ao fato da transformação em fomor alterar radicalmente o hospedeiro.

Caçador de Sangue

A Slaughterhouse Video proporciona toda sorte de filmes violentos, dos tradicionais filmes tipo slasher e splatter até coletâneas de filmes com acidentes e ataques de animais. Tais filmes contém um Maldito neles, que tentará possuir aquele que assistir ao vídeo. Caso mais de uma pessoa esteja assistindo, o Maldito escolherá a mais promissora para se tornar um fomor. Fomori dessa raça particular tendem a ser como os personagens dos filmes que vêem, raramente falando algo, mas atacando com força surpreendente, com qualquer arma disponível ao seu alcance.

O poder comum aos Caçadores de Sangue é a Fúria, como dos metamorfos, acompanhada de capacidades regenerativas e imunidade ao Delírio, e não raro com Força ou Vigor ampliados. Todos eles possuem a Mácula de Insanidade: Homicida e Sádico. Uma vez em combate, eles lutarão até serem completamente destruídos.

Compre o Freak Legion: A Players Guide to the Formori

Os Homens Ocos

Homens Ocos, raça formada pela possessão por um Maldito do tipo Matilha Carniceira, que são colônias de pequenos animais possuídos por um Maldito, que as usa para possuir alguma criatura maior. Como um humano. Porém, tal colônia não tem poder suficiente para dominar um humano, o fazendo apenas com os debilitados, ou mortos, mas nesse caso eles se desfazem rapidamente. Para o Maldito possuir o hospedeiro, ele deve primeiro devorar seu interior, o tornando oco. Então a colônia, que deve ser de animais pequenos o suficiente para caber dentro de um corpo humano, preenche o hospedeiro, que agora é só pele humana preenchida por uma colônia de animais possuídos pelo Maldito.

Homens Ocos apresentam poderes de acordo com o tipo de animal de que é formado, além do de poder dispersar total ou parcialmente a colônia, podendo fazê-lo para espionar ou fugir. Além disso, muitos costumam ter poderes de longevidade aumentada. Não existem Máculas associadas a eles, mas não raro eles possuem Máculas relacionadas a uma ligação com os Maeljin Incarna.

Normalitas

Outrora humanos, Normalitas agora são algo amedrontador. Seus corpos são modificados para correr usando quatro membros, todos tem gênero neutro, uma virilha lisa de Barbie, o rosto sem nada a não ser uma boca escancarada. Normalmente nus e sem quaisquer pelos pelo corpo ou na cabeça, a visão de um bando dessas criaturas faz tremer mesmo um Ahroun veterano. Normalitas são criados pela empresa Homogenity Incorporated, através de seus miraculosos programas de cura da homossexualidade usando hipnose.

Normalitas possuem o poder de anular o uso de poderes por outras criaturas sobrenaturais na área, além de poder sentir tais criaturas, os tornando ótimos cães de guarda, com sua mordida venenosa. Exceto pelo fato de que todos possuem a Mácula de Insanidade: Homofobia e Ódio a Criaturas Sobrenaturais.

Encantadores

Uma raça criada a partir do uso frequente dos produtos da Siren Cosmetics, que através de seus prêmios distribuídos fartamente em concursos de beleza achou um ótimo método de produção de fomori. O produto da Siren contêm Malditos neles imbuídos, e o uso acaba realmente tornando o consumidor mais atraente, e viciados nos produtos, os tornando escravos da Pentex. Normalmente são utilizados para atrair e distrair alvos poderosos, enquanto outros fomori aproveitam a brecha, ou então, atrair e usar suas presas em suas indefesas vítimas.

Encantadores possuem presas e poderes de sedução extremamente poderosos, capazes de mesmerizar qualquer um. Todos são mortalmente leais à Pentex.

Compre o Possessed

Comedores de Cérebros

Outra raça manufaturada pela Pentex, os extremamente raros Comedores de Cérebros são o produto do Projeto Eneida (junção dos Projetos Ilíada e Odisseia), que recruta pessoas com poderes psíquicos (Númina) e os transforma em fomori. Como psíquicos já são raros, e os que sobrevivem ao processo mais ainda, geralmente são bem protegidos pela Pentex.

Além de já possuírem Núminas, Comedores de Cérebros recebem bônus nestas, o poder de destruir permanentemente os Atributos Mentais de um alvo, em conjunto com algum outro Poder fomor relacionado. E também precisam comer cérebros, pelo menos uma vez por semana, além de serem usualmente mais insanos que o resto dos fomori. E, claro, o uso de seus poderes pode causar dano temporário aos seus Atributos Físicos.

Ferectoi, as larvas da Wyrm

Criados por um Maldito Reprodutor, que ataca suas vítimas durante o sono, as estuprando e utilizado Encantos para que sua presa creia ser tudo apenas um sonho. Após remover ou sêmen ou óvulos fertilizados de seu doador involuntário, ele vai para a Umbra para o período de gestação da nova criatura. Após o nascimento, você tem o que parece ser um bebê, humano. Mas é um fomor, e dos mais insidiosos, que é colocado no lugar de algum outro recém-nascido, preferencialmente de famílias ricas e influentes.

Cada Ferectoi é único, mas existem traços em comum, como a Imunidade ao Delírio, todos os seus poderes podem ser escondidos (partes extras são retráteis, etc.) e de que todos têm problemas para lidar com algum traço estranho de humanidade de vez em quando, é a Mácula de Insanidade da raça.

Sapos

Buchas de canhão da Wyrm seria um bom termo para descrever os fomori, e mais ainda os Sapos. Não especialmente poderosos, eles costumam predar os mais fracos, ainda que sejam fomori também, e tem um dom de manterem-se longe das vistas, até o momento de atacar.

O poder comum da raça é o de atacar com suas línguas, enormes e farpadas. Existem rumores sobre Sapos especialmente antigos e poderosos, que teriam a habilidade de usar sua língua para injetar algum tipo de veneno em suas vítimas.

Compre o Book of the Wyrm 2nd Edition

Farejadores de Sangue

Quando um Maldito possui um vampiro, ele pode desencadear o processo de transformação em fomor, como usual. Mas somente os mais poderosos ou estúpidos entre os Malditos o fazem, pois possuir um vampiro pode lhes dar seu pior pesadelo: ele se senta no banco do carona do fomor, com o vampiro dirigindo. O Projeto Ilíada se encarregou de experimentos até conseguirem chegar aos Farejadores de Sangue, criados por um Maldito de Sangue, um espírito que serve a Devoradora-de-Almas, e não sofre as penalidades usuais dos outros Malditos. O único modo de um Farejador de Sangue passar por normal é se sua vítima possuir a Qualidade Rosto de Bebê, do contrário ele apresentará os efeitos das doenças que seu sangue maculado carrega, de maneira cíclica. O Projeto Ilíada é dirigido pelo Malkavian antitribu Harold Zettler, que planeja usá-los para disseminar doenças em territórios da Camarilla.

Farejadores de Sangue podem rastrear pessoas com quem tenham estado a pelo menos quinze metros de distância, e podem vomitar sangue, quente como lava. Por outro lado, eles todos tem vários tipos diferentes de doenças, e as transmitem com facilidade.

Antigo anterior: Parte Um: Legião de Aberrações
Próximo artigo: Parte Três: Nós (Ainda) Somos Legião (em breve)

Fontes: Freak Legion; Possessed; Book of the Wyrm 2nd Edition
Autor: Barabbus
Revisora: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de