Drive Thru RPG

Paradigma dos Eutanatos

25/08/2010

O Paradigma

A Roda – A Grande Roda da Existência se move constantemente, movida pela Entropia. Tudo o que é, algum dia não será mais. Assim como uma parte emerge, outra parte deve afundar. Não pode haver vida sem morte. Não pode haver luz sem trevas. Não pode haver sucesso sem falha. Nosso dever é garantir que a Grande Roda gire suavemente, assim novas possibilidades são criadas conforme as antigas são removidas.

Mágika

Girando a Roda – Nós podemos girar a Roda, fazendo-a se mover de forma mais rápida ou lenta, ou até mesmo pará-la (mas isto implicará em um preço alto). Tudo o que existe está ligado à mudança e toda mudança é regida pela Roda. Ao se aprender como coisas diferentes mudam em direção à morte e ao declínio, nós podemos aprender como elas interagem com a Roda, e, portanto as controla.

Esferas

  • Correspondência: Encruzilhadas – As Encruzilhadas existem em todos os lugares, fornecendo escolhas infinitas a todos. Assim como o tempo é um ciclo, o espaço também é cíclico. Mova-se longe o bastante e você retornará à sua origem. Ao se girar a Roda do espaço, você pode estar em qualquer lugar.
  • Entropia: Mudança – Entropia e Mudança são um. Tudo o que acontece é conduzido pelas forças da possibilidade e do declínio. A Roda pode se mover mais rapidamente ou devagar, ou transformar mudanças em novos ciclos.
  • Forças: Dissipação – De todas as formas, as Forças são as formas que mais se modificam. Elas causam mudanças, e elas se dissipam rapidamente. Ao se modular o quão rápido e onde elas se dissipam, elas podem ser controladas.
  • Vida: Morte – Todos os seres vivos sobrevivem da morte de outros, se alimentando de suas possibilidades ou extraindo-as do mundo ao redor. Por sua vez, eles também morrerão e sustentarão outras vidas.
  • Matéria: Pó – Tudo se tornará pó cedo ou tarde. É a forma de existência mais estável, e tudo irá cedo ou tarde se transformar nele. Ao se girar a Roda, tudo pode ser reduzido ao pó, ou o pó devolvido à sua glória anterior.
  • Mente: Ilusões – Todo ser rodeia-se com ilusões confortáveis. Sem ilusões os adormecidos não podem viver. Quebre algumas de suas ilusões e eles morrerão, enlouquecerão ou despertarão. Também é possível tecer novas ilusões ou mudar as antigas.
  • Primórdio: Possibilidade – Possibilidade é o alicerce de tudo. A Possibilidade Pura decai em realidade. A Realidade decai em Possibilidade novamente quando o tempo passa. A dança entre Possibilidade e Entropia cria o universo.
  • Espírito: O Outro Mundo – A Roda engloba toda a realidade, todas as possibilidades, não apenas aquela que habitamos. Exterior ao nosso mundo, existem incontáveis outros mundos e povoados por seus próprios habitantes. Abaixo do nosso mundo, abaixo da Roda, os mundos dos mortos existem, onde as antigas possibilidades se tornam pó para um dia se tornarem vida novamente.
  • Tempo: O Ciclo – Conforme a Roda gira, as coisas acontecem. O velho morre e é substituído pelo novo. O novo se torna velho. Tudo se move de acordo com o curso destinado e governado pelo girar da Roda. Se a Roda girar mais rapidamente, as coisas irão mudar mais rapidamente. Pare a roda e a atividade irá cessar.

Arete

Desilusão – Todo ser está encoberto por ilusões, mas alguns quebraram algumas das menores. Eles enxergam mais do mundo verdadeiro, e portanto obtêm o poder para compreender a Roda. Muitos promulgam sua iluminação orgulhosamente e se recusam a buscar mais, com medo de quebrar suas novas ilusões. A maior de todas as ilusões é ter se livrado de todas as ilusões. Isto também é uma ilusão.

Quintessência

Possibilidades – Quando as Possibilidades inicialmente aparecem, elas estão sem forma e sentido. Logo elas se tornarão reais sob a influência da Entropia, mas um mago sábio coleta algumas possibilidades para usá-las no Girar.

Paradoxo

Bloqueio – Às vezes magos que tentam girar a Roda de forma muito violenta falham e fazem com que ela fique presa ou perturbam o seu girar suave. A Roda irá forçar-se contra o Bloqueio e cedo ou tarde ele cederá, causando danos, mas restaurando o equilíbrio.

Despertar

Morte – Todo ser é despertado uma vez em sua vida – No momento da morte. Ele verá além das ilusões de sua existência e passará a uma nova existência. Infelizmente quase todos escolhem esquecer aquele momento. É nosso dever despertar aqueles que estão prontos, e fazer com que outros fiquem prontos.

Antecedentes específicos de Mago

  • Arcanum: A Mortalha do Ceifeiro – Quando alguém se liberta das ilusões da vida, e ainda retorna para cumprir suas obrigações, muitos dos adormecidos irão temê-lo. Eles temem a presença da Morte inconscientemente, e irão evitar qualquer um ou qualquer coisa ligada a Ela, assim como irão até mesmo suprimir a memória de alguma vez terem estado próximo a Ela.
  • Avatar: Kia – Conforme as pessoas reencarnam, elas purificam seus Kias e dão a elas a chance de aprender. Um mago cujo Kia tenha passado por muitas Boas Mortes terá um núcleo interior mais poderoso.
  • Destino: Karma – A Roda pode desacelerar ou mesmo parar por um tempo, mas continuará seus ciclos infinitos. Da mesma forma o Karma de encarnações passadas irá influenciar o presente; talvez não hoje, mas certamente algum dia.
  • Sonho: Intuição – Há apenas uma fonte verdadeira de sabedoria, e ela é sua intuição. É a sabedoria sussurrada por suas antigas encarnações, o aprendizado condensado de seu Kia.
  • Nodo: Jardim – Novas possibilidades adentram o mundo constantemente. Em alguns lugares elas crescem mais fortes do que em outros, formando jardins de possibilidades e novidades. Um mago sábio colhe o crescimento e poda as ervas daninhas destes jardins.

Autor: Anders Sandberg
Tradutor: Elcio Jr.
Revisora: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de