Drive Thru RPG

Os Kiths de Changeling: O Sonhar

18/10/2012

As lendas contam que os seres feéricos de Changeling: O Sonhar nasceram de sonhos antigos. Fantasias moldaram a natureza dos kith como conhecemos hoje. Ainda que a verdade tenha se perdido com o passar dos anos, ainda podemos ver os resultados. O kith de um changeling reflete seu parentesco e conhecimento, e influencia profundamente sua identidade.

Cada kith possui certas habilidades, afinidades e fraquezas inerentes a ele. Eles são parte da herança feérica. A Corte de um changeling também o afeta, embora os Gallain tenham uma visão diferente de pertencimento, uma vez que suas sociedades são diferentes daquelas forjadas pelos ocidentais.

Os Kithain

As nove raças de changeling conhecida como Kithain representam as raças do mundo Ocidental.

Boggans: são os bons e velhos trabalhadores dos Kithain, sempre dispostos a ajudar ou oferecer uma xícara de chá. Entretanto, não são confiáveis, dada a sua tendência conhecida para a fofoca. São ótimos para descobrir relações sociais apenas com um olhar, e inigualáveis na rapidez com que trabalham. Mesmo os Unseelie raramente resistem a ajudar uma pessoa que realmente necessite de ajuda.

Leia mais


Eshu: são os andarilhos imprudentes, os ladinos e contadores de história extraordinários. Geralmente de pele morena, costumam gostar de vestes coloridas e, diz-se que, se olhar fundo nos olhos de um Eshu, muitas vezes pode-se ver estrelas em abundância. Os Eshu parecem sempre estar no lugar certo e na hora certa, especialmente se houver uma boa história que tinha que acontecer, e eles nunca recusam um desafio. Sua tendência ao épico envolve os Eshu em muitas confusões, e muitas vezes eles abocanham mais do que podem mastigar.

Leia mais


Nockers: são os artesãos surpreendentes, perfeccionistas e ranzinzas. Seu vocabulário pode ser mais sujo que o de um marujo, e muito, muito bem utilizado. Eles esperam perfeição de tudo e todos ao seu redor, e insultam quando este padrão impossível não é alcançado. Suas habilidades são tamanhas que são capazes de criar suas próprias quimeras, e sua capacidade de xingar é tão assustadora que mesmo objetos se intimidam a ponto de funcionar corretamente. No entanto, suas criações sempre têm alguma falha, que muitas vezes os deixa malucos na tentativa de consertar.

Leia mais


Pooka: trapaceiros e comediantes compulsivos, são queridos igualmente por outros Kithain e por mortais, mas aqueles que os conhecem bem sabem a verdade: nunca se deve confiar em um Pooka, pois eles são incapazes de dizer toda a verdade. Cada Pooka é capaz de assumir a forma de um animal específico, e isso muitas vezes envolve uma história repleta de travessuras.

Leia mais


Redcaps: são simplesmente… desagradáveis. São criaturas de pesadelos, e não de sonhos. Olhos injetados, pele de couro cinzento e uma bocarra cheia de dentes são traços inconfundíveis deste kith. Chamados de Redcaps pelo hábito antigo de tingir seus chapéus com o sangue de suas vítimas, se divertem com derramamento de sangue e com um vocabulário tão sujo quanto o de qualquer Nocker. A maioria dos Redcaps é Unseelie (embora existam Redcaps da Corte Seelie), e quase todos são evitados pela maioria das fadas. Podem comer qualquer coisa – assim como intimidar qualquer coisa, mesmo objetos…

Leia mais


Sátiros: eles não conhecem limites, e adoram acabar com as inibições e limites dos outros também. A paixão com que encaram tudo é tanto uma bênção quanto uma maldição, e seu humor selvagem pode tanto devastar alguém quanto gerar situações interessantíssimas – o que muitas vezes tem relações com a embriaguez. Conhecidos também por sua resistência, são capazes de percorrer longas distâncias sem se cansar, graças a suas pernas de bode.

Leia mais


Sidhe: trágicos e nobres, um dia comandaram todos os outros kiths e quase todos os freeholds. Após o Shattering, fugiram de volta para Arcádia, deixando seus súditos à própria sorte. Entretanto, com o Ressurgimento, voltaram como exilados de Arcádia e exigiram seus freeholds de volta, o que causou a Guerra do Acordo. Sua beleza sobrenatural pode se tornar uma fúria terrível, e truques que tentem fazê-los de tolos simplesmente falham. Suas vidas se desenrolam em altos e baixos, politicagens, romances, tragédias, histórias épicas e crises depressivas.

 Leia mais


Sluagh: magros, pálidos, olhos e cabelos negros, cheiro de decadência e morte – estas fadas de pesadelo existem para levar o medo ao coração dos mortais malfeitores, principalmente os que maltratam crianças. São capazes de escapar praticamente de qualquer lugar, se contorcendo de formas grotescas. Seus sentidos são altamente aguçados, o que lhes permite ver através de ilusões, bem como enxergar fantasmas. Valorizas coisas velhas e quebradas, e podem ser encontrados em esgotos, porões ou mansões em ruínas. Solitários, conhecedores de muitos segredos, raramente são vistos a menos que desejem, e são incapazes de falar acima de um sussurro.

Leia mais


Trolls: leais, estes ferozes guerreiros são conhecidos por sua confiabilidade – se um Troll der sua palavra, arriscará sua vida por ela. Grandes, de pele azul e chifres na cabeça, nunca renegam um juramento, pois as consequências, para eles, são piores do que para a maioria. Em batalha, são líderes inabaláveis e inimigos determinados.

 Leia mais


Inanimae: espíritos feéricos imortais que habitam objetos no lugar de corpos humanos, a maioria dos Inanimae está ligada a um elemento: ar, terra, fogo, água e plantas, ainda que exista uma raça (ou filo) de Inanimae que habita representações da humanidade como bonecas, marionetes e manequim. Possuem sua própria versão das Artes.

padrim1

Gallain

São os “estrangeiros”, kiths que os Kithain acham que são changelings, mas são estranhos para a mentalidade dos grupos maiores de changelings ocidentais.

Clurichaun: um kith comum apenas na Irlanda, surgiram com as lendas e sonhos sobre leprechauns. São excelentes colecionadores de raridades, capazes de desaparecer em um piscar de olhos. Perspicazes, tem muito bom senso sobre o que dizer e o que não dizer na situação adequada. Se embebedam facilmente, ficando em um estado de humor difícil de prever.


Ghille dhu: um kith encontrado geralmente apenas nas Ilhas Britânicas, têm a pele verde em sua aparência feérica e estão ligados à natureza, de onde colhem o Glamour de que necessitam. Seus poderes também mudam de acordo com a idade.


Povo Mer: o povo Mer são as fadas dos mares e oceanos. Arrogantes a ponto de fazerem com que os Sidhe se passem por humildes, tiveram que engolir um pouco do orgulho para pedir a ajuda de outros kithain para se defender das ameaças a seus domínios. Seus corpos refletem o animal marinho a que são ligados, geralmente possuindo cauda de peixe, que se divide em pernas quando pisam em terra firme. Geralmente possuem brânquias, e passar muito tempo longe dos mares lhes é fatal.


Piskeys: são fadas fofas que adoram os humanos, principalmente as crianças. Possuem cabelos longos e prateados, pele cor de oliva – que escurece conforme envelhecem – e olhos brilhantes, geralmente cinzentos ou verdes. São muito habilidosos, e perceptivos quando isso se refere ao estado emocional dos outros. Possuem tendência a roubar coisas que despertem sua imaginação, e rapidamente esquecem que roubaram.


Selkies: encontrados apenas na beira do mar em que habitam. Sua pele, semelhante à de uma foca, lembra uma peça de roupa comum. Geralmente, ao mergulhas na água, se tornam focas e animais aparentados. Excelentes nadadores, se movem melhor em água do que em terra. Possuem também um magnetismo animal que os torna extremamente sedutores para membros do sexo oposto. Não podem ficar muito tempo longe de suas casas.

 

Outros Gallain

Além das raças ocidentais dos Gallain, existem outros povos do Sonhar, sendo que alguns (caso dos Hsien) não estão exatamente familiarizados com o Sonhar conforme concebido pelos ocidentais.

Hsien: Os hsien, ou Shinma, são os “pequenos deuses” do Reino Médio. São superficialmente parecidos com os Kithain, mas não possuem conexão alguma com o Sonhar e entendem muito pouco sobre os Kithain.


Nunnehi: são os changelings nativos das Américas. Como os Kithain, são espíritos imbuídos em carne. Mas não passam pela Crisálida – espíritos Nunnehi costumam ser bem-vindos para despertar cerimonialmente em um corpo mortal. Suas conexões são mais espirituais que as dos Kithain, e mais parecidas com as dos Garou, ligados a totens e companheiros espíritos, e sendo capazes de viajar pela Umbra.


Menehune: são as fadas nativas do Havaí. Parecidas com os Nunnehi, são mais espirituais e ritualísticos do que os Kithain. Os Menehune seguem as regras sociais ao pé da letra, e geralmente respeitam o lugar dos outros na própria sociedade. Suas regras são reforçadas por tabus, e quando um deles quebra tabus, não são apenas tratados como Perjuros pelos outros, como também são perseguidos por quimeras que reforçam os tabus.


Nota: não sei se todos os símbolos dos kiths estão exatos, então conto com a ajuda de vocês pra eventuais correções ^-^

Update: Eu deixei os Adhene e os Thallain de fora propositadamente. Acredito que eles precisam de informações adicionais, então respirem fundo ai que logo mais eles aparecem por aqui ^_^

Fonte: diversas
Organizadora: Eva

Sobre Eva

Tradutora, revisora, escritora e sonhadora. Anarcafeminista em constante estado de amor e horror com o mundo. Editora no Livro dos Espelhos.

Ver mais artigos de