Apadrinhe o Livro dos Espelhos!

Os Filhos de Gaia

06/06/2012

Desculpe pela inconveniência, mas nós estamos tentando mudar o mundo

Os Filhos de Gaia são, usualmente, os pacifistas de Lobisomem: O Apocalipse. Enquanto Tribo, trabalham para o entendimento entre a Nação Garou e sua unificação na batalha contra a Wyrm.

Segundo suas lendas, durante a época de conflito entre as Tribos, Gaia recolhia os filhotes inocentes mortos de todas as Tribos. Ela os reuniu nas raízes da Árvore Mundo, os criou e protegeu, e lhes ensinou o segredo da vida. Então, os ressucitou, denominando-os Filhos de Gaia, e dando-lhes a missão de ensinar o amor e a paz da Mãe para cada criatura Dela.

Seu território original ficava na Índia, uma terra complicada, confusa e superlotada. Enquanto seu trabalho é necessário em todo o mundo, os Filhos de Gaia que permanecem na Índia precisam lidar com o caos do país, a miséria de sua população, o estrago causado pelos colonizadores, a inquietação dos Garras Vermelhas por fazer um controle populacional de humanos, vampiros que fazem inúmeras vítimas e outras criaturas estranhas que rondam a região.

Tradicionalmente, são mediadores entre alcateias, seitas e Tribos. Qualquer Filho de Gaia costuma ser uma boa escolha para tal, mesmo os mais inquietos Lua Cheia. Isto é possível pois sua hierarquia interna não é estrita, tende a ser democrática e cada Garou, mesmo os filhotes, costumam ter direito a voz.

As seitas estritamente de Filhos de Gaia são lideradas por dois Garou, um do sexo masculino, chamado de Braço de Gaia, e um do sexo feminino, chamada de Voz de Gaia. Não existe uma liderança global, e nem mesmo uma organização regional formal da Tribo.

Amantes da natureza, protetores dos necessitados e das crianças, os Filhos de Gaia tendem a trabalhar muito próximos a organizações humanas, seja as ambientais, pelos direitos das crianças ou outras que julguem uma causa válida, a qual abraçam com toda a passionalidade Garou. Sempre que podem, tendem a impulsionar ou colaborar com movimentos civis que exigem leis a favor do meio ambiente e das crianças sempre que têm uma chance.

Muitas vezes, são vistos pelas outras Tribos como otimistas demais, inocentes demais… e a Wyrm sabe muito bem como se aproveitar da inocência alheia. Não que Filhos de Gaia sejam idiotas, ou se recusem a matar um servo da Wyrm. Na verdade, eles procuram realmente encontrar o motivo de tanta dor, enquanto trabalham incansavelmente para que seus irmãos Garou os ouça, e se lembrem o que diz a Litania – se todos são filhos de Gaia, devem se lembrar que são irmãos, todos, e que mesmo o mais sórdido dos inimigos é digno de compaixão, mesmo enquanto é enviado de volta para o véu de Gaia através das garras de Seus guerreiros, para que, quem sabe, em uma nova vida, possam ter a oportunidade de se arrepender e se purificar. Só assim, purificando o que pode e se unindo a seus irmãos, a Nação Garou terá a chance, realmente, de vencer a Batalha do Apocalipse que está por vir.

Compre o Tribebook Children of Gaia First Edition

A verdade é que o pacifismo da Tribo, de um modo geral, nasce exatamente desta compaixão. Cada coisa, cada criatura que existe, é um filho de Gaia, pois tudo vem da Deusa. Ódio só gera mais ódio, e é um dos caminhos que leva à corrupção pela Wyrm. Ame, mesmo a seus inimigos, e mais amor nascerá pelo mundo, e talvez… talvez a dor da Wyrm possa ser amenizada – curada, diriam os muito, mas muito otimistas. Ame, mesmo seus inimigos, e traga a paz a eles por piedade, e você estará tornando o mundo um lugar melhor. Proteja os últimos refúgios naturais da Terra e crie as crianças com amor, proteção, educando-as corretamente, e você semeará o amor pelos recantos da Wyld no coração dos humanos desde a idade mais tenra, protegendo-os contra as enganações da língua da serpente e trazendo-os de volta ao estado original de contato direto com a natureza. Ame a humanidade, a seus irmãos, e talvez os Guerreiros Sagrados tenham mais aliados do que possam imaginar na Última Batalha. Um coração pleno de amor está plenamente protegido das tentações da Corruptora.

Como se podia esperar, os Filhos de Gaia aceitam filhotes de todas as Tribos, independente de sua origem. Muitos Filhos de Gaia nem mesmo tem o pedigree da Tribo, e suas origens étnicas e culturais são as mais diversas. É a Tribo com o maior número de Impuros presente. Não que sejam, de fato, filhotes gerados pela Tribo – os Filhos de Gaia se cuidam muito para que filhotes Impuros não sejam trazidos ao mundo. Entretanto, têm compaixão dessas pobres criaturas, e aceitam criar e cuidar dos filhotes fruto de amores proibidos de todas as outras Tribos. Assim, ganham números e evitam que um ser sem culpa do crime de seus pais morra em vão, e ainda os criam conhecendo o amor e a compaixão da Deusa.

Compre o Tribebook Children of Gaia Revised

Campos

  • Servos do Unicórnio
  • Os Ungidos
  • Buscadores das Tribos Perdidas
  • Os Feitos Pacientes
  • O Ataque Iminente
  • Anjos no Jardim
  • Portadores da Paz Eterna
  • Filhas de Deméter
  • A Árvore Única
  • Ponta do Chifre
  • Aethera Inamorata

Artigos – Notícias da Edição de 20 Anos

Autora: Eva

Sobre Eva

Tradutora, revisora, escritora e sonhadora. Anarcafeminista em constante estado de amor e horror com o mundo. Editora no Livro dos Espelhos.

Ver mais artigos de