Drive Thru RPG

Notas sobre o Despertar

16/08/2010

Das notas de Sir Lawrence

Todo mago começa como um humano. Direções, motivos e sonhos humanos, todos se aglutinam no Despertar, o choque do Avatar contra a alma humana. O Despertar não leva o homem a seguir adiante, apesar de tudo. Mais vezes do que deveria, mentores Despertos se focam apenas em truques e Mágika. Um novo aprendiz não pode se dar a esse luxo. Ele ainda é humano, tentando lidar, de repente, com um mundo que se tornou mais amplo, fascinante e perigoso.

Se Movendo em Direção ao Caminho

Como descrever o Despertar sem misturar e mastigar metáforas? Cada um Desperta de um jeito. A União Tecnocrata, se possuísse sua forma, procuraria uma fórmula para o Despertar, uma estrada certa para a iluminação. Mesmo as Tradições querem ajudar as pessoas, com seus Caminhos, suas armadilhas e seus focos. A verdade é que não há um jeito único de Despertar. Pode acontecer com qualquer um, a qualquer momento, e é invariavelmente único para o indivíduo.

No entanto, alguns pontos parecem levar quase sempre a um Despertar. Algumas pessoas experimentam um Despertar calmo e gradual, mas isso é raro. Mais freqüentemente, o Despertar surge como resposta a um trauma ou revelação dolorosos para a alma. O confronto com a morte, o desamparo ou o desespero — e, espera-se, o triunfo sobre isso — traz à tona elementos combativos da alma, mexe com o Avatar que estava de vigília e capacita o futuro mago.

Existem uns poucos rumores sobre magos que deliberadamente empurram as pessoas para pontos de ruptura, em busca de Despertares. Esse é um trauma terrível demais para a maioria dos magos. Afinal, a Mágika é a expressão da vontade e da auto-determinação, e corromper essa expressão em uma paródia torturante é algo Nefândico. De qualquer forma, a maioria dos magos encontra o seu eu interior nas chamas do trauma. Logo, não há surpresa no fato de que a primeira explosão Mágika seja uma tentativa de corrigir esta situação, resolver os problemas ou fugir.

Todos ouviram falar sobre o famoso Desaurido que se explodiu em insanidade após Despertar numa batida de carro e ter tentado trazer toda a sua família de volta à vida.

O mais importante não são os eventos do Despertar, mas o processo que levou a ele. Muita coisa pode ser decidida por um mago, apenas ao olhar para as circunstâncias que o levaram ao seu Despertar. Para alguns, este é apenas um evento natural, enquanto saíam de uma vida monástica ou de uma infância idílica. No entanto, o surgimento de um mago em conflito tem suas causas. Raramente um mago se encontra no meio de estilhaços sem um motivo. Um mago em meio a uma derrota na batalha ou a um lamento melancólico geralmente tem um motivo para ficar preso lá. O novo mago tem um problema com o seu ponto de apoio. Ele não pode afirmar nada. Seja qual for o caso, é provável que estas dificuldades pessoais o levem aos problemas, o que levou o Avatar a se mexer para resolver os problemas, e o leva depois ao Despertar.

Compre o Initiates of the Art

Examine os motivos de um aprendiz, também. Será esta uma pessoa que passou anos perseguindo metas específicas, ou só alguém que apenas vivia? Uma vez que ninguém pode Despertar alguém, não há uma classificação definitiva para magos. Não se engane — tanto quanto eles se escondem e gaguejam sobre isso, a maioria das pessoas tem seus próprios problemas. Pessoas que enfrentam suas dificuldades de frente até superá-las parecem ser mais suscetíveis de se tornarem magos – provavelmente porque tal personalidade assertiva cuida da sua vida e tem o controle sobre ela antes mesmo de perceber a Mágika.

Apesar de todas as aparentes preferências do Despertar, não há uma fórmula para ele. Se alguém tivesse encontrado a fórmula, a Guerra da Ascensão já haveria terminado há muito tempo. É como se apaixonar ou morrer: ninguém sabe quando vai acontecer mas, quando acontece, muda tudo.

Sinais e Presságios

Okay, talvez tenha sido uma pequena mentirinha sem importância sugerir que tudo no Despertar aconteça de forma aleatória. Existem algumas coisas que quase sempre pressagiam um Despertar, e sabendo o que procurar ajuda um pouco.

A maioria dos magos experimentam episódios esporádicos de insight, ainda que parciais, quando se aproximam do Despertar. É comum ocorrerem sensações de déjà vu, estranhas premonições ou apenas um sentimento de que existe mais do que se acredita. Sonhos e sinais escondidos que ficam claros mais tarde também são comuns, embora poucos admitam isso antes de Despertar.

Por outro lado, facilidades com fenômenos mágicos não são necessariamente um componente do Despertar. Algumas pessoas parecem ser capazes de fazer magia sem Despertar de todo.

Outros nunca têm evidências de um único pedaço de estranheza até que abram seus olhos interiores. Preste atenção a mudanças súbitas de comportamento.

Sempre que o Avatar se agita, influencia um pouco a alma. Quando isso acontece, a pessoa sai de seu molde antigo, transformando o mundinho em sua cabeça. As pessoas passam por mudanças em seus corações e personalidades o tempo todo, mas quando alguém começa a ter modos novos com uma regularidade assustadora, pode ser um sinal das coisas por vir.

Fonte: Initiates of the Art
Tradutora: Eva

Sobre Eva

Escritora, tradutora e revisora, bruxa feminista, maga da Dragão Brasil, Oráculo do Livro dos Espelhos e editora da Aster Editora.

Ver mais artigos de