Drive Thru RPG

Mago é Só um Jogo!

09/03/2012

Protestos na Grécia - 2012

Sempre concordei com essa afirmação e tive mente o suficiente para separar realidade de ficção…mas quem foi que disse que não podemos tirar noções de vida de um jogo? Mago possui um texto que discorre sobre a metafísica e pensamentos abstratos, a existência de infinitas habilidades, a diferença de paradigmas existente em nosso mundo e também a respeito da força da vontade.

Muitas vezes me peguei pensando sobre as minhas crenças jogando mago, apesar de ser ateu isso não vem a significar que eu ignoro cegamente as outras probabilidades de um universo tão extenso e que desacredito na força da crença das pessoas. Há de se ter discernimento entre realidade e ficção para poder enxergar os pontos congruentes de um texto tão rico de detalhes presente em Mago!

A força de vontade é um elemento imprescindível em nossa vida, podemos alterar a realidade através da junção de crenças e de atitudes. Em nenhum momento falo de mágika acontecendo em nosso mundo, falo de mudanças, mudanças políticas, étnicas e governamentais. Falo também nesse texto da importância da filosofia nos pensamentos e do auto-descobrimento, quantas vezes você já se pegou pensando a respeito do seu paradigma e sua vontade de mudar algo nesse mundo? Mas uma vez ressalto que de maneira nenhuma falo sobre feitos extraordinariamente místicos, falo sobre realidade e mudanças mundanas através da vontade.

Mago ressaltou meu gosto por filosofia e sobre descobrir a minha própria personalidade, medir a minha vontade e compreender que há formas completamente diferentes de descrever um mesmo evento, e que ambos tem validade e devem ser respeitados. Todo o livro traz rastros psicológicos para seus leitores, Mago não é diferente, não é descartável só por ser um jogo, o que de fato inegavelmente o é.

Posso eu através da minha simples vontade causar uma mudança ou fazer explodir uma causa? A minha resposta para esse pergunta nunca foi respondida certamente, mas hoje em dia puritanamente considero é que, se sonharmos e lutarmos por uma causa ela se torna verdade, que se argumentarmos com a verdade a respeito de nossas crenças podemos chegar num consenso plausível que respeite a todos… pelas ruas nós encontramos as diferenças de paradigmas e muitas vezes só notamos isso quando estamos jogando Mago.

Mago traz uma faísca da realidade dentro dele e eu hoje em dia consigo analisar esta faísca, esta referência literária, psicológica, metafísica e filosófica perante os olhos do mundo real, o mundo é construído pelos que sonham e tem vontade… talvez pareça utópico toda essa dissertação a respeito de coisas singelas, mas eu agora sinceramente consigo perceber que a mudança pode ocorrer.

Ainda que não entendam o cunho desse texto e achem que estou delirando a respeito de Mago, não ocorre dessa forma… estou apenas separando o que me é útil na filosofia presente em Mago e ressaltando características que sejam impossíveis de ver por olhos frívolos que folheiem suas paginas.

Mago é só um jogo, mas influencia as pessoas a lidarem com a sua vontade e diferenças de paradigma, que faz pensar a respeito da possibilidade de melhora das coisas e do desenvolvimento da vontade em pessoas que só vivem o cotidiano, Mago é só um jogo!

Mas de fato nos ensina muitas coisas para além do como jogar.

Autor: Vivas
Revisão: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de