Drive Thru RPG

Koans dos Adeptos da Virtualidade

01/02/2012

Certa vez, um estudante questionou Moore “Se todos os objetos que vemos são parte da interface do usuário, porque então não consideram suas representações gráficas como parte do modelo?”. Moore respondeu “as coordenadas deles são arbitrárias?”. “Sim, claro”. “Então o modelo é arbitrário”. O estudante foi iluminado.

Um Mestre perguntou ao Moore certa vez “O que existe entre o um e o zero?”. “Ruído de linha”.

Quando uma tempestade atingiu o sistema, vários terminais quebraram e precisaram de reparos. “Isto não teria acontecido se tivéssemos um protetor de picos de tensão”, apontou um eletricista. “Será que os picos de tensão precisam ser protegidos?”, perguntou Moore. “Não, os terminais”. “Bem, em vez disso, proteger o raio, é muito mais universal”.

Um estudante tinha criado um padrão inteligente no Jogo da Vida, e orgulhosamente, o mostrou a Moore: “Eu posso provar que o comportamento é indecidível, já que é equivalente ao Problema de Parada”. Moore arrancou o cabo de força do computador e o padrão desapareceu. “Ele parou”, disse. O estudante foi iluminado, mas o padrão estava perdido.

“Por que temos que aprender sobre eletrônica quando buscamos nos tornar engenheiros de software?”, reclamou uma pessoa impaciente. Moore o ouviu e mergulhou o ferro de solda na estação de trabalho do reclamante: “Para que o software tenha um lugar onde viver”.

Um dia um estudante perguntou ao Moore: “Será que Marvin Minsky sabe sobre o que está falando? A mente é realmente uma sociedade ou agentes independentes?”. “Por que você pergunta?”. “Porque se isto for uma verdade, então não existe o eu”. “Existe um Minsky?”. O estudante estava confuso, e contou isso para o Minsky; Minsky sorriu e disse: “Não”.

Quando um vírus atacou o sistema, Moore estava imperturbável e não tentou removê-lo: “Não é apropriado fazê-lo antes de observar os sinais corretos”. “Quais são eles?”, perguntou um companheiro do Mestre. “Assistir a carga da rede crescer, sacrificar a partição-raiz por nada e ver os usuários aprendendo a temer”.

“Existe alguma coisa no seu mundo que não seja informação?”, perguntou um filósofo pós-graduado e irônico para Moore. “Não. Esta questão nunca foi levantada”.

Um estudante estava lutando com seu projeto, mas sem sucesso. Finalmente, Moore lhe perguntou qual era o problema. Ele respondeu “Eu tento fazer este banco de dados distributivo migrar automaticamente para nodos não usados, mas meu processo falha, uma vez que eu não possa sincronizar pela rede”. “Está tudo rodando na mesma direção?”. “Sim, claro”. “Bem, recue aleatoriamente no tempo, então”. O estudante foi iluminado, e o programa rodou.

Virtual Adept Koan
Fonte: Ander’s Mage Page
Autor: Anders Sandberg
Tradução e Revisão: Eva

Sobre Eva

Escritora, tradutora e revisora, bruxa feminista, maga da Dragão Brasil, Oráculo do Livro dos Espelhos e editora da Aster Editora.

Ver mais artigos de