Apadrinhe o Livro dos Espelhos!

Irmãos de Sangue – Vampiro: A Máscara Edição do 20º Aniversário

10/07/2014

v20-irmaosdesangue

Estranho. Matar? Vigie. Vigiando. Matar? Vigiando. Matar?

Os Irmãos de Sangue são Membros em um sentido muito vago. Eles são a tropa de choque do Sabá, criados por feiticeiros Tremere e Tzimisce para que a Espada de Caim tenha soldados leais que ainda passem por humanos. O processo de criação (posto que Irmãos de Sangue não passam pelo Abraço) apaga qualquer individualidade e personalidade, deixando apenas quase-vampiros fortes, selvagens e quase irracionais.

Geralmente Irmãos de Sangue são criados em pequenos grupos de três a dez. Esses grupos – chamados de “círculos” – se tornam unidades familiares conectadas por uma espécie de mente coletiva. O Sabá geralmente também providencia um Tzimisce para moldar a carne dos rostos do círculo de tal forma que fiquem idênticos.

Os Frankensteins são uma arma secreta para o Sabá por diversas razões. O Sabá considera que enquanto a lealdade dos Irmãos de Sangue seja irrepreensível, eles não são lá muito criativos. Eles são incapazes de trapaças, de táticas inteligentes ou de improvisar, e a menos que outro vampiro possa direcioná-los em campo em tempo real (o que não é impossível com a tecnologia moderna de comunicação), eles não são bons para nada muito além de missões simples e diretas. Em segundo lugar eles são difíceis e arriscados de se criar. A criação de um círculo de Irmãos de Sangue significa matar meia dúzia de pessoas. Embora o Sabá não tenha problemas com isso em si, um padrão de desaparecimentos pode deixar indícios tanto para as autoridades mortais quanto os vigilantes da Camarilla de que a Espada de Caim está tramando algo.

Por fim, os Irmãos de Sangue são mais úteis como um ataque surpresa, e os sobreviventes desses ataques correm o risco de passar adiante o conhecimento do ponto fraco dos Irmãos. A criação de muitos, mesmo que fosse possível ou viável, significa que, eventualmente, algum Tremere da Camarilla iria descobrir como feri-los ou até mesmo como reverter a mágica que os mantém estúpidos, leais e úteis. Alguns rumores dizem que isso já aconteceu, mas que os Tremere ainda não estão dispostos a compartilhar esse conhecimento com a Camarilla.

Apelido: Frankensteins

Seita: Os Irmãos de Sangue pertencem exclusivamente ao Sabá. Um Irmão de Sangue que passe pelo processo de criação com sua individualidade intacta é destruído.

Aparência: Um Irmão de Sangue muitas vezes aparenta ser idêntico aos outros de seu círculo, salvo por queimaduras e outras marcas que ele pode ter adquirido em campo de batalha. Eles geralmente se vestem igual. Os membros do círculo se tornam agitados quando eles veem uns aos outros como “diferentes”.

Compre a edição de 20 anos de Vampiro: A Máscara

Compre a edição de 20 anos de Vampiro: A Máscara

Refúgio: Irmãos de Sangue ficam em qualquer refúgio que seja fornecido a eles pelo Sabá. Desde que seja permitido que o círculo fique junto, eles não parecem se importar muito com as comodidades.

Antecedentes: A vida mortal de um Irmão de Sangue é irrelevante. Tudo o que uma pessoa precisa para se tornar um Irmão de Sangue é cruzar o caminho do vampiro errado na noite errada. O Sabá mata o alvo, remove seus pelos, suaviza seus traços e o coloca junto com outros quatro ou cinco, e depois disso nenhum traço do ser humano que era permanece.

Criação de Personagem: Irmãos de Sangue priorizam Atributos Físicos e Talentos. Natureza e Comportamento são geralmente os mesmos; Conformista, Bravo e Monstro são escolhas comuns. Irmãos de Sangue não costumam ter muito em Antecedentes além de Geração e Mentor (seu tratador ou criador).

Disciplinas de Clã: Fortitude, Potência, Sanguinus

Fraqueza: Irmãos de Sangue não podem Abraçar. Se tentarem, o mortal simplesmente morre. Além disso, os Frankensteins literalmente sente a dor uns dos outros. Quando um Irmão de Sangue sofre uma penalidade por ferimento, todos os membros do círculo sofrem a mesma penalidade pelo próximo turno. Se dois Irmãos de Sangue forem feridos, aplica-se apenas a maior penalidade por ferimento. Irmãos de Sangue não sofrem continuamente essas penalidades a menos que um deles sofra um novo ferimento.

Organização: A linhagem como um todo não tem organização. Ela é leal ao Sabá e os membros por outro lado são leais a seus círculos. Os Irmãos de Sangue tratam seus tratadores com completa lealdade, nos limites do servilismo. Eles tratam os outros Membros do Sabá com uma calma deferência.

Fonte: Vampire: The Masquerade – 20th Anniversary Edition – páginas 396 e 397
Imagem: Vampire: The Masquerade – 20th Anniversary Edition – página 396
Tradutora: Eva

Sobre Eva

Tradutora, revisora, escritora e sonhadora. Anarcafeminista em constante estado de amor e horror com o mundo. Editora no Livro dos Espelhos.

Ver mais artigos de