Drive Thru RPG

Fazendo a Mágika Acontecer em Mago: A Ascensão – Parte 3

22/10/2012

Vamos continuar acompanhando a tabela “Lançando Mágikas” de Mago: A Ascensão? Desta vez, vamos ver as rolagens em si, depois que se determinou o que vai ser feito e como vai ser feito. Essa parte pode variar, dependendo da edição de Mago que você joga, se eu não me engano (posso bem estar enganada), embora as maiores alterações sejam nas regras de Paradoxo, que serão abordadas nos últimos artigos desta série.

Esta é uma parte das regras que se abre bem, junto com as regras de Paradoxo, pras regras da casa, mas as regras que se seguem são as usadas na 2ª Edição do jogo.

Algumas pessoas me perguntaram se eu uso as regras da 2ª ou da 3ª, e bom, eu não uso puramente nenhuma das duas. Até este ponto, eu uso as da 2ª, mas deste ponto em diante, no que se refere às regras de Paradoxo, depende. Como a realidade não é algo uno, e felizmente não existe ainda um padrão rígido que permanece o mesmo em todos os lugares, depende da cena, de onde os jogadores estão, da campanha, então eu vario entre as regras da 2ª edição e as regras apresentadas, se não me engano (posso estar enganada!) no Horizon: the Stronghold of Hope, que são um tanto mais rígidas.

Você pode ver a primeira parte do artigo sobre a mágika em Mago aqui, e a segunda parte do artigo aqui.

Vamos lá?

Lançando Mágikas
3) Você foi bem sucedido?
a) Jogue o Arete do seu personagem contra a dificuldade apropriada (dificuldade mínima de 3):
Coincidente: Dificuldade = Esfera mais alta + 3
Vulgar, sem Testemunhas: Dificuldade = Esfera mais alta + 4
Vulgar, com Testemunhas: Dificuldade = Esfera mais alta + 5
b) Adicione ou subtraia quaisquer modificadores (máximo +/- 3)
• Confira o número de sucessos
c) Gaste Quintessência ou Força de Vontade se quiser
d) Você precisa obter mais sucessos para realizar a sua tarefa?

 

3) Você foi bem sucedido?

Bom, aqui o negócio é simples. Seu Arete é um atributo fixo na ficha do personagem, então você joga um dado para cada ponto que tenha em Arete. A dificuldade mínima para testes de Arete é sempre 3 – menos que isso, pra que fazer rolagens? Menos burocrático é assumir como sucesso automático, já que é algo muito fácil. E a máxima é sempre igual a 10.

O Narrador vai pegar as variáveis que influenciem na dificuldade, e vai fazer as contas. Ele pode dar, no máximo, -3 na dificuldade e, no máximo, +3, isso, claro, além da dificuldade que o Narrador entende como adequada para aquele feito mágiko. Este é o único teste que importa de verdade para Efeitos Mágikos. Ponto. O Narrador pode exigir outros testes, de Habilidades, para dar maior dramaticidade e tensão à cena, ou o jogador pode optar por Mágika Melhorando Habilidade ou Habilidade Melhorando Mágika (trataremos disto no futuro), mas se não for o caso, é o único teste que importa. Claro que seu personagem deve acreditar que é capaz de fazer aquilo (ou seja, aquilo não pode violentar o paradigma do personagem) e saber como usar seus focos apropriadamente – por favor, né gente? Sei que come um monte de pontos na ficha, mas montar um personagem coerente, bem amarrado, é o mínimo, sem contar que se afiliar a alguns grupos Despertos, às vezes, exige certos pré-requisitos que devem ser pagos na ficha – mas nada mais importa, nenhum outro teste.

a) Jogue o Arete do seu personagem contra a dificuldade apropriada (dificuldade mínima de 3)

Agora é a hora da verdade. Quantos dados você vai rolar? Claro que mais dados aumentam a chance de um número maior de sucessos, e assim, de um feito mais poderoso, mas aumenta igualmente as chances de falha. Você não é obrigado a rolar todos os pontos de Arete que seu personagem possui na ficha, o jogador tem total liberdade para decidir rolar menos dados.

O Narrador vai calcular a dificuldade do seu teste. Ele pode anunciar a dificuldade ou não, assim como, bem, pode te pedir pra jogar os dados atrás do escudo e rezar. Se o Efeito for Coincidente, na 2ª Edição, você olha qual foi a Esfera mais alta utilizada no seu Efeito, o nível que você usou desta Esfera e então soma +3 na dificuldade. Se for um Efeito Vulgar, mas sem a presença de Adormecidos que possam olhar aquilo e dizer que não é possível, você olha o nível mais alto de Esfera utilizado e soma +4. Se houver algum Adormecido testemunhando o feito do seu personagem, você olha o nível mais alto de Esfera utilizada e soma +5. Simples, não é? Maaas existem os modificadores de dificuldade, vamos a ele.

b) Adicione ou subtraia quaisquer modificadores (máximo +/- 3)

Okay, também não é um conceito difícil de entender – depois que estabelecer a dificuldade base abordada no tópico a, existem alguns modificadores que podem ser aplicados, aumentando ou diminuindo a dificuldade. Nenhuma dificuldade pode receber bônus maior do que três ou menor do que três no mesmo teste, o que significa que é bom conferir se já não existem modificadores mais simples antes de sair torrando Quintessência.

A seguir, você encontra a tabela básica de bônus ou penalidade na dificuldade conforme apresentada na 2ª Edição.

Dificuldades Mágikas
Modificador máximo: +/- 3. Dificuldade mínima de 3, máxima de 10.

Atividade
Modificador de Dificuldade
Pesquisar informações sobre o assunto antes de usar mágikas -1 a -3
Possuir itens em ressonância com a essência do alvo (mágika simpatizante) -1 a -3
Próximo de um Nodo -1 a -3
Usando um foco único -1
Usando um foco sem precisar dele -1
Tempo extra gasto na mágika -1
Gastar um ponto de Quintessência -1 por ponto gasto (Max. 3/turno)
Usar Sorvo com a Ressonância apropriada -1
Usar Sorvo com a Ressonância oposta +1
Operação rápida +1 1
Alvo distante ou escondido +1
Mago distraído +1 a +3 2
Mago em conflito com o seu Avatar +1 a +3
Efeito Dominó +1 a +3
Efeito Monumental (tirar a lua de sua órbita) +1 a +3

 1 caso seu mago precise agir de uma hora pra outra, criar um Efeito quando realmente não estava esperando

2 Seu mago estava super distraído e ai… alguma coisa o obriga a recorrer às habilidades mágikas

Algumas outras coisas também podem aumentar a dificuldade, como por exemplo, o foco do seu personagem. Afinal, se você precisa improvisar rimas, pra não ter que te exigir um teste extra pra ver se você consegue criar algo enquanto um ciborgue do mal aponta o canhão de prótons pra você, o Narrador tem todo o direito de decidir, por exemplo, aumentar a sua dificuldade em +3 (mas ai não vale usar outros modificadores que joguem a dificuldade para cima, já que o limite de +3 foi alcançado, embora valha usar os que possam diminuir a dificuldade em até -3, dando até pra cancelar o aumento da dificuldade. Não é divertido?).

Gastos de Quintessência devem ser anunciados aqui. Caso seu personagem esteja usando sua reserva pessoal de Quintessência, basta anunciar o quanto está gastando, apagar da ficha e pronto. Agora, se estiver usando de um Nodo próximo ou de um Sorvo, um este adicional de Primórdio 3 se faz necessário uma única vez. Pois é, ninguém disse que era fácil ser Desperto… #chatiada

c) Gaste Quintessência ou Força de Vontade se quiser

Como já abordei o uso de Quintessência, vamos para a Força de Vontade. Em Efeitos, a Força de Vontade pode ser usada de duas formas: antes da rolagem ou depois da rolagem. Gastar antes da rolagem garante ao mago um sucesso adicional no seu Efeito. Caso você não tenha gasto sua Força de Vontade para ganhar um sucesso adicional, poderá fazer depois caso seu Efeito tenha uma falha crítica. Assim, você pode gastar um ponto de Força de Vontade e cancelar todo o seu feitiço, evitando que o pior aconteça. Isso só funciona uma vez por feitiço: caso o mago tente, duas vezes seguidas, usar o mesmo Efeito e tiver falha crítica nas duas vezes, ele poderá usar a Força de Vontade para cancelar da primeira vez, mas não da segunda, e ai deve sofrer os efeitos do Paradoxo, ou vê-lo se acumular em seu Padrão para se manifestar no momento apropriado.

d) Você precisa obter mais sucessos para realizar a sua tarefa?

E ai, quantos sucessos você precisa pra realizar a sua tarefa? Depende do que você estava tentando fazer. Uma tabela básica de Feitos Mágikos está transcrita no livro e é apresentada abaixo, e serve de parâmetro para o Narrador estabelecer o número de sucessos necessários para os chamados Efeitos tudo ou nada (como por exemplo rasgar a Película para passar para algum lugar da Umbra, lavagem cerebral mágika, mudança de forma). São as mágikas diretas, em que ou você é bem sucedido ou não é.

Feitos Mágikos
Feito Sucessos Necessários
Feitos simples 1
(mudar a cor dos seus olhos, acender uma vela, usar uma mágika de Mente para sentir a presença de alguém que esteja por perto, criar um cartão de visitas)
Feitos regulares 2
(mudar sua própria forma, fazer uma lâmpada a óleo explodir, influenciar o humor de alguém com uma mágika da Mente, criar uma bola de fogo)
Feitos difíceis 3
(transformar-se em algo maior ou menor do que você mesmo, pôr fogo num duto de gás, leitura profunda da mente de alguém, criar uma serra elétrica)
Feitos impressionantes 4
(mudar a forma de outra pessoa, explodir uma casa, controlar a mente de alguém, criar um carro, desaparecer)
Feitos poderosos 5 a 10
(transformar alguém em barro, incinerar um tanque blindado, destruir a mente de alguém, invocar uma criatura mítica, fazer com que toda a mobília de uma sala desapareça)
Feito de outro mundo 10 a 20
(transformar todas as pessoas de uma sala cheia em barro, pôr fogo nos armamentos de um navio de guerra, controlar mentalmente uma multidão de loucos, invocar um demônio, fazer com que uma mansão desapareça)
Feito divino 20 ou mais
(fazer com que um arranha-céu desapareça, encontrar uma pessoa em particular em Nova Iorque usando uma mágika da Mente, invocar um monstro da Umbra Profunda, levitar uma montanha, criar um Reino do Horizonte)
O dano para estes Efeitos é baseado nos sucessos obtidos. Confira a tabela de Dano e Duração mais abaixo.

 

Na maioria dos casos, o tamanho e a complexidade do feito mágiko determinam a quantidade de sucessos necessários para realizá-lo. A tabela acima dá alguns exemplos, mas via de regra, pode-se adotar os seguintes conceitos:

  • Geralmente admita que um Efeito que altera apenas o próprio mago precisa apenas de um ou dois sucessos para serem realizados. Você não precisa convencer ninguém além de si mesmo.
  • Uma ação que afete outro objeto ou ser precisa de pelo menos dois sucessos para ter qualquer tipo de impacto. Qualquer coisa inferior a isso fará com que a mágika simplesmente passe perto do padrão do alvo, incapaz de afetá-lo.
  • Um feitiço que afete o mundo ao redor do mago pode exigir qualquer coisa entre 1 e 30 sucessos (!), dependendo da natureza da mágika. Criar uma chama na ponta do seu dedo é fácil; retirar a lua da sua órbita não é.

Outras ações possuem sucessos necessários diferentes, por exemplo curar alguém, ou caso o Efeito do tipo tudo ou nada vá durar algum tempo. Neste caso, use a Tabela de Dano e Duração. Baseado no número de sucessos, você confere quanto de dano o seu Efeito causa e/ou quanto tempo ele dura.

Dano e Duração
Sucessos Dano Duração
Um Nenhum Um turno
Dois Sucessos x 1 Uma cena
Três Sucessos x 2 Um dia
Quatro Sucessos x 2 Uma história
Cinco Sucessos x 2 Seis meses
Seis + Sucessos x 3 Opção do Narrador
Forças acrescenta um sucesso adicional quando usada para dano; Mente subtrai um sucesso quando estiver infligindo dano. Ataques diretos de Entropia não provocam dano até o quarto nível da Esfera, mas ataques acidentais (paredes desmoronando, etc.) infligem dano normal do acidente em si.

 

Tempo, Correspondência e Espírito possuem suas próprias particularidades:

Esfera do Tempo
Sucessos Período Afetado
Um Até um ano
Dois 5 anos
Três 20 anos
Quatro 50 anos
Cinco 100 anos
Seis + 500 anos
Dez + 1000 anos ou mais

 

Alcances para Correspondência
Sucessos Alcance ou Conexão
(use um ou outro, não os dois)
Um Linha de visão / relação cosanguínea; amostras de sangue
Dois Muito familiar (casa, escritório) / melhores amigos; bens importantes
Três Familiar (shopping center local) / colega de trabalho; bens
Quatro Visitado uma vez / conhecido; qualquer coisa usada uma vez
Cinco Viu ou ouviu falar sobre / um estranho; item tocado casualmente
Seis + Qualquer lugar na Terra / nenhuma conexão

 

Tabela da Película Espiritual
Área Dificuldade Sucessos Necessários
Nodo 3 Um
Região Selvagem Profunda 5 Dois
Área Rural 6 Três
A Maioria das Áreas Urbanas 7 Quatro
Centro da Cidade 8 Cinco
Laboratório Tecnocrata 9 * Cinco
* a ciência dimensional Tecnocrata ao considera como Nodos, então em caso de Tecnocratas você pode inverter ou alterar esta tabela

 

Ufa! Finalmente chegamos ao final deste artigo gigante (que no momento, tem seis páginas no Word!). No próximo artigo desta série, pretendo abordar o que acontece depois que a rolagem de Arete é feita.

Se você chegou até aqui, cara, sua Vontade é forte e você tem a mente curiosa, então recomendo que dê uma passadinha no nosso novo Fórum, onde você pode trocar ideia com a gente e com outros participantes, levar suas dúvidas, sugestões, propostas, bater papo, fazer amigos e até mesmo começar sua própria mesa virtual de RPG.

E se você realmente é curioso, dá uma passadinha na nossa loja. Eu já adianto que módulos básicos não duram muito tempo no estoque, então geralmente não dá nem tempo de enviar os e-mails para os cadastrados na loja – muitas vezes, enquanto eu estou escrevendo o e-mail pra avisar da chegada de novos livros, o livro que acabou de entrar na loja já saiu! Então é bom ficar sempre de olho. Em breve, devemos anunciar uma promoção bacana de dados, então fiquem ligadinhos ^-^ Confira a nossa promoção de dados! Dados importados com grandes descontos, pra queimar mesmo o estoque!

E ai, o que vocês estão achando até aqui? Dá pra entender a minha interpretação das regras? Esses dias recebi uma dúvida quanto ao uso de focos e o desenvolvimento de paradigmas, que pretendo sanar assim que encerrar esta série. Vocês também encontram dificuldades nessa parte? Deixa ai seu comentário ou vem pro fórum papear com a gente ^-~

Artigo Anterior: Fazendo a Mágika Acontecer em Mago: A Ascensão – Parte 2 >
Próximo Artigo: Fazendo a Mágika Acontecer em Mago:  A Ascensão – Parte Final >

Fonte de consulta: Mago: A Ascensão 2ª Edição – páginas 161 a 171
Autora: Eva
Agradecimentos: Sonado, que pediu pelo post e Saru, que trouxe novas dúvidas

Sobre Eva

Escritora, tradutora e revisora, bruxa feminista, maga da Dragão Brasil, Oráculo do Livro dos Espelhos e editora da Aster Editora.

Ver mais artigos de