Apadrinhe o Livro dos Espelhos!

Convenção Tecnocrata: O Sindicato

04/04/2012

O Sindicato é a Convenção Tecnocrata cujas raízes estão no comércio e a troca. Apesar muitas vezes de considerados pelas outras Convenções como não mais que um banco de Iluminados, O Sindicato vai muito além. Subliminarmente possuem um coelho na cartola que passa muitas vezes despercebido diante das outras Convenções. São capazes de boicotar ou aprovar diversos projetos científicos das demais Convenções, dependendo somente de sua utilidade ou urgência.

Com ancestralidade vinculada aos maçons, os membros do Sindicato se organizam de forma hierárquica e consciente, de modo que muitos de seus recrutas têm que demonstrar a capacidade de controlar o dinheiro ao invés de ser controlado por ele, e há até mesmo não-Iluminados que são recrutados pela Convenção por dívidas possuídas, moldando assim o individuo e trazendo um sentimento de gratidão pela ajuda dada para sanar esses contratempos pessoais.

Compre o Guide to the Technocracy

Não só como banqueiros mundiais, os membros do Sindicato são produtivos ao lidar também com as formas de mídias sociais para fazer com que as massas se apresentem receptivas aos seus diversos produtos e, assim, criem e aumentem o capital da Convenção e, gradativamente, fixe cada vez mais a crença na moeda como ferramenta que torna possível a civilização humana. Assim, em uma mistura de capitalização e manipulação, o Sindicato se desenvolve dentro das Convenções Tecnocráticas não utilizando procedimentos que intercedam com alta tecnologia no mundo atual, mas fazendo ajustes com um simples aperto de mão ou uma taça de vinho que firmam acordos prósperos. São capazes de, em situações drásticas, interceder até mesmo nas crises financeiras mundiais com que podemos nos deparar nos dias de hoje.

Dinheiro é realidade, esse é o lema fatídico do Sindicato que parece se tornar cada vez mais verdadeiros com o dia-a-dia. Agindo de forma sutil, o Sindicato está presente entre todas as camadas e estratos socio-culturais, de forma silenciosa e impactante, onde pessoas matam e morrem pela ideia de enriquecer. Talvez por isso muitas vezes passe tão despercebido até mesmo pelas outras Convenções.

Metodologias

Pegadores – aqueles que exercem a função de caixa para as outras Convenções, controlando a saída de dinheiro e o seus fins.

Compre o Conventionbook: Syndicate

Impositores – o braço forte do Sindicato, são aqueles que garantem que as dívidas serão pagas e que os rivais da Convenção sofrerão, exercendo isso tanto no departamento legal quanto por meios um tanto… obscuros.
Financiadores – os que realizam ajustes no mercado global de forma a garantir que os assuntos financeitos fluirão de forma aceitável, infiltrados nos mais diversos meios como corporações mundiais ou entre os especuladores da bolsa de valores.
Controle de Mídia – modeladores do mercado global, ajustando publicidade para bombardear a massa e garantir o fluxo financeiro para a Convenção, de forma não só a definir o que as pessoa irão comprar, mas também o tipo de pensamento que terão sobre assuntos que se apresentem pertinentes a Convenção.
Divisão de Projetos Especiais – responsável pela criação e desenvolvimento de pesquisas que visem influenciar a mente subconsciente e impor novas técnicas industriais e produtos de consumo. Segredo que poucos fora da DPE sabem é o trabalho em parceria constante com um conglomerado multinacional chamado Pentex.

Fonte: Guia da Tecnocracia; Conventionbook: Syndicate
Resenha: Vivas
Revisão: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de