Drive Thru RPG

Clã Ventrue – Vampiro 20 Anos

11/04/2012

“Não há vergonha em se ajoelhar para alguém como eu, então pague sua merda de tributo antes que eu perca minha paciência.”

Através da história, enquanto os outros Clãs se esgueiram com suas intrigas mesquinhas, os Ventrue negociavam favores com César, sussurravam no ouvido de Carlos Magno, financiavam as Grandes Navegações e mesmo influenciavam a política no Vaticano. Deles é o legado de liderança, desde os Ventrue novatos começando sua escalada ao topo até o poderoso ancião cuja influência estende-se sobre o mundo. Há muito eles têm brincado de criadores de reis nas sombras do mundo mortal, e há muito eles têm sido o Clã dos Reis entre os Membros.

Outros Clãs, é claro, acham tudo isso sofrivelmente pomposo no mínimo, e punivelmente tedioso no máximo. Alguém tem de liderar, claro, mas por que sempre tem de ser algum Ventrue verborrágico e auto-engrandecedor? Os Sangue Azul tentam suportar o criticismo dos seus inferiores com um senso de noblesse oblige – sempre pesada está a cabeça que mantém a coroa – mas mesmo o mais liberal e generoso dos líderes entre os Membros ocasionalmente sucumbe à tirania e à fúria sangrenta.

Compre a edição de 20 anos de Vampiro: A Máscara

Hoje, os Ventrue são uma síntese do moderno e do antigo, geralmente em claro contraste entre o Clã e entre si mesmos. Deles é o dinheiro de muito tempo, dos cofres de Cresos, mas seus jovens manipulam o mercado de ações e influenciam taxas de câmbio. Anciões podem comandar exércitos ou mesmo governos inteiros, enquanto neófitos conjuram seus seguidores de websites ou aplicativos de smartphones. Mas por toda a sua riqueza, sua história distinta e seu status entre os Amaldiçoados, todo e cada Ventrue ainda deve buscar aquele recurso que faz da sociedade cainita igualitária: sangue precioso.

Apelido: Sangue Azul

Seita: Segundo os Ventrue, a própria ideia de Camarilla começou com eles. Todos os outros Clãs perceberam que era uma proposta inestimável e juntaram-se ao seu estandarte.

Aparência: Os Ventrue favorecem roupas conservadoras e apresentação reservada, a menos que estejam fazendo alguma demonstração de poder ou dinheiro. Príncipes Ventrue podem bem usar um diadema ou carregar um cetro como símbolo de ofício, enquanto jovens Sangue Azul demonstram suas próprias conquistas através de ternos, gravatas, vestidos e acessórios que são facilmente subestimados singularmente, mas contribuem para um efeito impactante no geral. Se um Ventrue tem algo como um fio de cabelo fora do lugar, é porque ele passou a noite toda correndo da Sociedade de Leopoldo e ordenando que a ameaça do Sabá retrocedesse.

Compre o Clanbook Ventrue First Edition

Refúgio: Um refúgio Ventrue demonstra tanto seu imenso poder (leia-se: riqueza) quanto gostos refinados. Opulento, grandioso ou mesmo barroco – tudo isso pode se aplicar ao refúgio Ventrue. Eles dispensam as demonstrações cafonas dos outros Membros, e seu estilo tende menos ao avant-garde do que para o clássico e tradicional. Para os Sangue Azul um refúgio bem mantido é uma extensão de si, e para alguém vê-lo menos do que em um estado perfeito significa fraqueza, distração, ou mesmo loucura.

Antecedentes: Qualquer um que tenha ‘se feito por si mesmo’ pode atrair a atenção dos Ventrue, que julgam suas crianças baseando-se em proeminência e sucesso antes mesmo que comecem a considerá-los para o Abraço. Socialites, famílias endinheiradas, prodígios corporativos, líderes militares e mesmo recém-chegados não testados que se mostrarem grandes promessas são fortemente valorizados entre os Sangue Azul.

Criação de Personagem: Os Ventue normalmente tem arquétipos de personalidade diretoriais ou desinibidas. Membros do Clã Ventrue favorecem atributos Sociais e Mentais, mas qualquer categoria de Habilidades pode ser primária, refletindo um  caminho pessoal de expertise. Antecedentes são tão diversos quanto profundos para os Ventrue, com quase todo Sangue Azul possuindo alguma quantia em Recursos, Status e Rebanho (particularmente o último, considerando a fraqueza do Clã). Anciões em particular cultivam refúgios invejáveis e Domínios em expansão.

Disciplinas do Clã: Dominação, Fortitude, Presença

Compre o Clanbook Ventrue Revised

Fraquezas: Os Ventrue têm gostos rarefeitos e acham apenas um tipo específico de sangue mortal palatável e vital para eles. Quando um jogador cria um personagem Ventrue, ele deve decidir com o Narrador qual tipo específico de sangue se encaixa com o personagem e essa escolha é permanente. Sangue de outros tipos (mesmo animais) simplesmente não oferece ao vampiro um aumento de Pontos de Sangue, não importando o quanto ele consuma – ele simplesmente vomita o que bebeu. Este paladar refinado pode ser bastante estreito ou muito amplo – diga-se, o sangue de irmãs caçulas, ou o sangue de crianças nuas. Sangue vampírico está livre desta restrição.

Organização: A organização do Clã Ventrue inteiro é localizada e feudal, com vários títulos de nobreza universalmente entendidas, vassalagens, acordos de vassalagem e acordos jurados tomando o lugar de uma rígida hierarquia. Muitos Ventrue moldam-se como mestres secretos de seus domínios, consolidando poder em redes duradouras e formando conspirações. Os Ventrue valorizam enormemente a propriedade e a honra e usam muitas formas de títulos e respeito – suas Leis de Decoro são complexas e rígidas e poderiam encher vários volumes. Quase todo Ventrue que mereça seu status pode recitar sua linhagem ao menos até seus anciões, se não até os grandes Matusaléns.

Fonte: Vampire: The Masquerade – 20th Anniversary Edition – páginas 72 e 73
Imagem: Vampire: The Masquerade – 20th Anniversary Edition – página 72
Tradução: Emi
Revisão: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de