Drive Thru RPG

As Raças em Lobisomem: O Apocalipse

25/10/2012

Em Lobisomem: o Apocalipse ninguém se torna um lobisomem, mas se nasce um. Os Garous comumente nascem entre lobos ou humanos, embora a população lupina esteja se tornando escassa, o que torna a competição pelas poucas alcateias disponíveis ferrenha. A terceira forma de se nascer um Garou é através da união proibida entre dois outros Garou: a cria deformada e chamada Impura. A raça define muito do comportamento – e do conhecimento – do novo lobisomem, influenciando profundamente na sua forma de ver o mundo.

Hominídeo: Nascido entre humanos, é bem possível que o personagem nem mesmo saiba de sua herança até sua primeira mudança. Esses Garou se guiam muito pela visão, são os que mais tendem a usar os glifos para comunicação e tendem a achar os lupinos rudes e instintivos demais – mesmo para o padrão Garou. Sua facilidade com a tecnologia humana é balanceada pela dificuldade imensa que sentem em ligar-se com seu lado espiritual.

Gnose Inicial: 1

 

Impuro: Nascido da união proibida entre dois lobisomens, o personagem provavelmente foi um dos poucos que teve a chance de ser poupado – embora possivelmente os pais não tenham tido a mesma sorte. Criado pela Tribo até a Mudança em função de sua forma primária ser a do bestial Crinos, os Impuros são os maiores conhecedores das Tradições Garou, e encontram, surpreendentemente, o maior equilíbrio entre seu lado humano e o lupino. No entanto, se torna difícil conviver em sociedade, especialmente entre outros lobisomens – todo impuro nasce desfigurado de alguma forma, portando no corpo a imagem da vergonha de seus pais. Todo trabalho é redobrado para um pobre impuro…

Gnose Inicial: 3

 

Lupino: Tendo nascido em uma alcateia, cheiros, instinto e a noção de companheirismo e do tempo presente são muito mais importantes que a ideia de um futuro, envolvimentos românticos ou da confusão das cidades e relacionamentos humanos. Para um lupino, agir de fora direta e instintiva é quase sempre a melhor forma de resolver qualquer situação. Sentem dificuldade em compreender as tecnologias humanas, mas compensam isso de forma incrível graças as suas capacidades naturais de entendimento de sua contraparte espiritual. Protetores de suas alcateias, costumam manter vigias para não permitir que nada de mal – e nenhum concorrente – se aproxime delas.

Gnose Inicial: 5

 

Autora: Emi
Revisora: Eva

Sobre Colaboração

Artigos publicados por leitores ou ex-autores do blog, que gentilmente colaboraram conosco ao longo dos anos. Artigos de opinião não necessariamente expressam a opinião das autoras do blog; traduções e resenhas têm suas informações checadas.

Ver mais artigos de