Drive Thru RPG

As Casas de Changeling: O Sonhar

06/11/2012

No artigo de hoje, trago para vocês um resumo das Casas Nobres de Changeling: O Sonhar. Como muitas dessas nossas resenhas, no futuro ela será expandida, dando atenção para cada uma das Casas de modo individual, em um ou mais artigos.

É interessante destacar que deixei de lado a Casa Danaan, conhecida como “a 14ª Casa”, dada a importância dela e de seu papel somente se desenvolver no cenário do Time of the Judgement.

As Treze Casas

Os changelings Sidhe se dividem em Casas da nobreza. Desde o Ressurgimento, oito Casas nobres voltaram para a Terra, não se sabe se como punição por algo que fizeram ou se foram enviados de Arcádia com algum propósito – esses mesmos Sidhe não se recordam pela ação das Brumas.

Os nobres das Casas dos changelings são predominantemente Sidhe, embora algumas Casas aceitem plebeus que lhe façam juramentos (as condições variam de Casa para Casa). No Ressurgimento – quando o homem pisou na lua e toda a humanidade sonhou junto como há muito não acontecia, e uma onda de glamour varreu a Terra –, muitos Freeholds esquecidos despertaram, e trods se abriram, pelos quais vieram nobres de cinco Casas Seelie e três Casas Unseelie, que se juntaram a Casas que haviam permanecido escondidas até então.

Casas Seelie

Casa Beaumayn: Os Sidhe da Casa Beaumayn são videntes, profetas e fizeram um juramento de inimizade à Corte das Sombras e a todos os asseclas dos Fomorianos. Este juramento contra a Corte das Sombras, os Thallains e Fomorianos é tão forte que esses seres podem sentir quando um membro desta Casa está por perto. A Casa Beaumayn passou muitos anos em Arcádia, assistindo em sofrimento como o mundo mudava ao redor. Foi a primeira das “Casas Perdidas” a retornar para a Terra, com a tarefa árdua de combater os Fomorianos e unificar as Casas Seelie.

Casa Dougal: Os membros desta Casa estão entre os melhores artesãos dos Sidhe (alguns são até mesmo melhores do que muitos plebeus, o que não deixa os Nockers muito felizes). São capazes de imbuir de glamour todos os seus projetos e podem criar armaduras, armas e tecnologia feérica além do alcance da imaginação. Não se divertem, como as outras Casas, se metendo com a política. Entretanto, são sempre afligidos por alguma desvantagem que precisa ser compensada pelo uso de uma das quimeras que tenham produzido.

Casa Eiluned: Conhecida como “A Casa dos Segredos”, os membros de Eiluned estão sempre envolvidos no conhecimento de segredos. Estes nobres são conhecidos por suas naturezas misteriosas, seu amor por intrigas e habilidades com as Artes.

Casa Fiona: O Código Seelie “O amor conquista tudo” define os nobres da Casa Fiona. Conhecidos por seus excessos exatamente como são muitos Sátiros, colocam suas paixões antes do dever. Esta Casa é muito popular entre os kiths plebeus e muito flexível quando se trata de interpretar as tradições – tanto quanto seu legado Seelie permite. São conhecidos, também, por laços antigos com um grupo de lobisomens conhecidos como Fianna, embora geralmente tenham boa vontade com todos os lobisomens. Sempre mostram bravura diante de todas as adversidades, ainda que tendam a tragédias amorosas épicas.

Casa Gwydion: É a Casa dos líderes entre os líderes, dos que veem a si mesmos como os mais poderosos entre as Casas nobres, os verdadeiros líderes das fadas. Eles são capazes de discernir a verdade da mentira, embora tenham uma triste tendência a entrar em estado berserk durante batalhas. Apesar disso, nas fileiras desta Casa se encontram alguns nomes poderosos e famosos, como o Alto Rei David, o Duque Topaz e a Rainha Morganna.

Casa Liam: Os nobres desta Casa veem a si mesmos como os campeões dos mortais, e são conhecidos por manter laços fortes com eles. Conhecida como “A Casa Exilada” pela forma que agiram antes do Sundering, quando a Igreja considerava as fadas como seres demoníacos. Ao ficar ao lado dos mortais, a despeito de como os mortais viam as fadas, a Casa Liam foi considerada desonrada e perjura entre as demais Casas, fato que permanece até os dias de hoje.

Casas Unseelie

Casa Aesin: Esta Casa se originou nas regiões congeladas da Escandinávia. Autointitulados “Guardiões do Norte”, são conhecidos como senhores da natureza e capazes de falar com animais. Porém, assim como são gélidos os domínios que governam, são seus sentimentos sobre os plebeus que eles acreditam não conhecerem os seus lugares. Apesar de serem guerreiros honrados e obedientes das normas, a maior parte de seus membros são Unseelie.

Casa Ailil: É a mais influente politicamente entre as Casas Unseelie. Discordar de um membro desta Casa é algo complicado, uma vez que eles sempre evitam o confronto direto, preferindo fazer uso de tudo o que for necessário – outros changelings Seelie, Unseelie, dos Thallain ou mesmo dos Dautain, se for necessário. É difícil fazer alguém desta Casa socialmente de bobo, embora um nobre da Casa Ailil jamais vá admitir que está errado em algo, dada sua arrogância. Possui alguns nomes famosos em sua fileira, como o Alto Lorde Erdath, Lady Slaine, o Conde Declan, entre outros.

Casa Balor: Esta casa é exclusivamente Unseelie, e tem muita fome de poder. Dizem algumas lendas que ela se originou da ascendência de um Sidhe com um Fomoriano – lendas que ganham força pelo fato de que os membros desta Casa sempre possuem alguma deformidade, seja ela física, mental ou alguma esquisitice social. A Casa Balor é infame, sempre se deleitando com o lado Unseelie de tudo, e com certeza há algo muito estranho com eles. Porém, diferente da maioria dos Sidhe, eles não sofrem da Maldição da Banalidade, de suas Fragilidades e possuem uma resistência maior ao ferro frio.

Casa Daireann: Esta Casa Unseelie é especializada em guerra, venenos e, por incrível que pareça, em hospitalidade. Os nobres desta Casa são guerreiros corajosos e anfitriões renomados, oferecendo a hospitalidade solicitada igualmente por amigos ou inimigos. Porém, ainda que sejam grandes guerreiros, existe algo de errado com eles – eles tendem a revelar os tipos errados de segredos justamente para as pessoas erradas, principalmente segredos pessoais, como a única forma de invadir seus domínios, ou de matá-los e coisas do gênero. Sua história com estes problemas é longa, e eles são muito, muito prepotentes.

Casa Leanhaun: Os maiores artistas entre as Casas Unseelie, eles escondem um terrível segredo – devido a uma maldição lançada sobre eles antes do Shattering, seus membros envelhecem antes da hora, envelhecendo um ano, praticamente, para cada semana que estejam sem glamour. Infelizmente, a única forma de conseguir glamour poderoso o suficiente para que esta maldição seja retardada ou mesmo revertida é a terrível e proibida forma de Saque conhecido como Rapsódia, em que o glamour de um sonhador é completamente arrancado.

Casa Varich: Os membros desta Casa Unseelie possuem uma curiosa habilidade de discernir padrões em qualquer coisa, seja em uma elaborada luta de espadas, passos de dança ultra complexos ou esportes que até então eles não conheciam. Eles se consideram os senhores dos Inanimae e dos Kithain. Independente de suas reivindicações (aceitas ou não) sobre tais domínios, seus nobres são incapazes de fazer juramentos de amor ou de rejeitar desafios que lhe sejam lançados.

A Casa Independente

Casa Scathach: Os nobres desta Casa permaneceram na Terra mesmo durante o Interregnum, e reencarnaram exatamente como fazem os plebeus. Ao contrário dos Sidhe que voltaram para Arcádia, os nobres da Casa Scathach não sofrem da Maldição da Banalidade – entretanto, são incapazes de usar a Arte Sovereign. São guerreiros hábeis e silenciosos, mas que muitas vezes se perdem por sua sede de sangue em combate. Conseguem ser ainda mais insultados que a Casa Liam pelas outras Casas, e muitos nem os consideram Sidhe verdadeiros. Possui tanto membros da Corte Seelie quanto membros da Corte Unseelie.

No Fórum Livro dos Espelhos, estamos levantando informações e discutindo termos de tradução para os artigos de Changeling. Se cadastra e vem debater com a gente ^-^

Fonte: Book of Lost Houses, Noblesse Obligue, The Shadow Court, Book of Lost Dreams, Pour L’Amour et Liberté, Nobles: The Shining Host, The World of Darkness Wiki
Imagem: Bright Shadow, Black Winter
Resenhista: Eva

Sobre Eva

Tradutora, revisora, escritora e sonhadora. Anarcafeminista em constante estado de amor e horror com o mundo. Editora no Livro dos Espelhos.

Ver mais artigos de